4 dicas para ter uma boa saúde financeira

Por Miriam Barros

A saúde financeira saudável é primordial tanto para os indivíduos quanto para as empresas.

Entretanto, ter a saúde das finanças sob controle é um desafio, principalmente em tempos de crise. 

Afinal, é preciso cuidar das despesas, controlar o fluxo de caixa, investir e analisar as receitas. 

Uma empresa de embalagens plásticas, por exemplo, certamente possui uma rotina de produção e distribuição do produto. Logo, um bom planejamento é primordial para obter uma boa saúde financeira.

Ou seja, é imprescindível controlar o que entra e o que sai da organização. Isso significa que também é importante ter um bom controle das finanças pessoais.

Afinal, quando envolve receitas financeiras é fundamental se atentar aos riscos de endividamento e evitar os gastos desnecessários.

Desse modo, evita recorrer aos empréstimos e aumentar a dívida pessoal ou a empresarial.

Pensando nisso, listamos quatro dicas valiosas neste conteúdo para te ajudar a ter uma boa saúde financeira mesmo em tempos de crise. Se ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto, continue lendo e confira!

New call-to-action

1. Mantenha a organização das finanças

Sabemos que controlar as finanças não é uma tarefa fácil, principalmente para os empreendedores que precisam pensar nas finanças pessoais além do próprio negócio.

Em uma empresa de elevadores residenciais, por exemplo, deve ser controlado a entrada e saída das receitas financeiras a fim de obter o melhor controle financeiro para pagar funcionários, despesas como água, luz, entre outros.

Mas, como manter todas as informações organizadas?

Pois bem! Você pode usar planilha para anotar todas as movimentações de suas finanças e obter uma análise detalhada a fim de tomar decisões assertivas.

Planilhas

2. Estipule metas

Já imaginou ter uma boa saúde financeira, sem estipular metas?

Isso significa que para manter as finanças saudáveis, é ideal manter o controle financeiro, além de estipular metas sobre os seus gastos.

Suponhamos que você tenha uma construtora. Para garantir o controle das finanças, principalmente em meio à crise, é possível estimular mentas como o desejo de adquirir novos equipamentos, como a troca de um martelete demolidor, por exemplo, e assim sucessivamente.

Sempre mantenha a organização e um controle em planilha para evitar esquecimentos e assim, o controle de gastos é mais eficiente. 

 

3. Tenha pensamento enxuto

Pensamento enxuto é fundamental para obter saúde financeira. Como já mencionamos anteriormente neste post, é ideal ter o controle financeiro pessoal e empresarial, para isso é importante cortar gastos. 

Desse modo, pensar enxuto nada mais do que reduzir os gastos para manter o controle das finanças. E o seu negócio pode manter a qualidade nos serviços oferecidos, mesmo sendo necessário diminuir os custos.

4. Separar as despesas pessoais e empresariais

Se você possui um empreendimento, faça o controle de gastos e finanças pessoais e empresariais separadamente.

Desse modo, será possível pagar dívidas, determinar o seu salário mental, além de obter visão ampla das finanças para criar as reservas de emergências para ambas as situações.

Além do mais, o controle das finanças passam a ser mais eficientes, e permite fazer investimento certo e na hora certa!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe!

Nova call to action

Esse artigo foi escrito por Thais Teixeira, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.