4 passos para cuidar das finanças do seu e-commerce

Por Miriam Barros

Com as grandes mudanças de comportamento do consumidor que aconteceram nos últimos anos, somado a um cenário político e econômico incerto, muitas empresas estruturaram mais rapidamente seus e-commerces, assim como muitas pessoas decidiram empreender nessa área.

 

No que diz respeito à cuidar das finanças, administrar um e-commerce de lençol de borracha, por exemplo, não é muito diferente de qualquer outra empresa, e requer planejamento e organização.

 

Para ajudar você nessa importante missão que é manter a saúde financeira de sua empresa em ordem, preparamos este material com 4 passos que podem servir de guia durante esse processo. Confira!

 

1. Faça uma avaliação do momento

Antes de definir qualquer ação futura a respeito das finanças da sua empresa que comercializa itens para a indústria, como batedeira industrial, é preciso avaliar em detalhes a situação na qual o e-commerce se encontra no momento.

 

Por isso, invista em fazer um balanço e obter um quadro geral de informações como tamanho do estoque, títulos a receber (em qual prazo), títulos a pagar e imobilizado. Esses dados servirão de base para o que vem a seguir.

 

2. Inicie o planejamento

Sabendo onde seu negócio está, torna-se viável definir para onde deseja que ele vá, então agora que você tem acesso a uma visão detalhada da situação financeira de sua empresa chegou o momento de definir quais serão os próximos passos.

 

Se o cenário que você encontrou no seu diagnóstico for saudável, você pode planejar novos investimentos e talvez até iniciar o processo de expansão que estava nos seus planos.

 

Porém, se a situação encontrada foi o contrário e na realidade as finanças estão pior do que você esperava, o foco deve ser em ações para recuperar prejuízos, quitar dívidas e colocar as finanças em ordem como, por exemplo, promover as vendas de um produto encalhado no estoque, como balança tendal, entre outros itens.

 

Faça seu planejamento de orçamento para os próximos períodos de acordo com a realidade que encontrou, focando no que for preciso para recuperar ou manter a saúde financeira do seu negócio.

 

3. Controle o Fluxo de Caixa

Ter controle das entradas e saídas é essencial para que uma empresa se mantenha com as finanças em dia e, por isso, o fluxo de caixa é uma ferramenta importante que ajuda a manter uma previsibilidade nas contas, a partir do controle de entradas e saídas projetadas para o próximo período.

 

4. Monte o DRE mensalmente

A Demonstração do Resultado do Exercício é um relatório contábil que mostra se as operações de uma empresa estão gerando lucro ou prejuízo no período analisado, neste caso, o mês.

 

Um modelo básico já pode ser suficiente para sua análise e montá-lo não é tão difícil assim, sendo possível pedir que seu contador auxilie com isso. Esse documento irá permitir acompanhar a evolução da sua empresa mês a mês e, com isso, proporcionar uma tomada de decisão ágil e assertiva.

 

Acompanhar as movimentações financeiras de sua empresa, bem como manter um controle sobre a formação de preço dos produtos e os custos operacionais do negócio, são fundamentais para garantir que ações corretivas possam ser tomadas assim que o problema for identificado.

 

Lembre-se que vivemos na era da tecnologia e você pode usufruir dos benefícios de contar com o auxílio de dezenas de diferentes ferramentas para realizar a gestão e análise financeira de sua empresa.

 

Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.