Como aumentar o tráfego de uma loja online com marketing digital?

Por Miriam Barros

Aumentar o tráfego de um site é a maneira perfeita de impulsionar as vendas de uma loja online. 

Mas essa não é uma tarefa tão simples, pois exige dedicação, continuidade e uma estratégia bem estruturada de marketing digital.

As atividades no ambiente virtual não se distanciam muito do comércio que conhecemos fora da internet. O marketing ainda busca agregar valor a um produto ou serviço por meio de estratégias.

O objetivo não mudou, mas o caminho para alcançar essa meta agora dialoga com as plataformas digitais e suas dinâmicas.

Dito isso, para vender online, o lojista precisa dominar os canais em que está presente e entender como aplicar ações estratégicas e inteligentes.

A forma mais eficiente de conseguir isso é entendendo mais sobre marketing digital e sua metodologia que envolve estruturar, aplicar e analisar o desempenho das práticas implementadas.

Para ajudá-lo a potencializar as visitas em sua loja online, neste artigo te mostramos como o marketing digital pode ser um grande aliado nessa jornada para o crescimento do tráfego no e-commerce.

Vamos lá?

Por que o tráfego online é essencial para o seu sucesso?

Atualmente, com as vendas online representando 11% do varejo brasileiro, o mercado eletrônico tornou-se um ambiente cheio de oportunidades e também de competição.

Durante o período pandêmico, mais de 100 mil lojas virtuais foram abertas no país. Em 2020, a média chegou a 790 lojas criadas por dia.

Isso porque o cenário do mercado eletrônico foi promissor para quem buscava começar a empreender online ou trabalhar em formato híbrido (loja física e virtual) em 2022.

Não à toa, diariamente no Google são feitas em média 3 bilhões de pesquisas, sendo 15% inéditas. Imagina quantos destes usuários podem ser seus potenciais clientes?

Essa movimentação dos usuários em um site buscando e acessando páginas é chamada de tráfego, que por sua vez podem vir de diferentes origens no universo online.

Para o marketing digital, o tráfego é uma métrica ou KPI (indicador chave de performance) que pode mensurar o desempenho de uma página web e gerar dados para a tomada de decisões estratégicas.

Fontes de tráfego online

A seguir, nós citamos algumas das principais fontes de tráfego para uma loja virtual. Confiram!

 

Tráfego orgânico

As visitas podem se dar de forma orgânica, ou seja, quando uma página é acessada pelos mecanismos de busca do Google ou das redes sociais.

Apesar de, em tese, não exigir investimentos extras, como veremos mais à frente, o tráfego orgânico faz parte de uma estratégia com uso de técnicas como SEO e profundidade de conteúdo.

 

Mídia paga

Outra via de tráfego online são os anúncios, que aparecem para públicos específicos que fazem parte da potencial audiência de um site, loja ou marca, levando-os a acessar uma página por meio de impulsionamentos.

 

Redes Sociais

As redes sociais são ótimas fontes de tráfego (tanto pago como espontâneo) e você também poderá investir na divulgação de sua página em grupos do Facebook, por exemplo.

 

Indicações de clientes

Uma ótima forma de conseguir tráfego online se dá pela indicação de clientes que já compraram com sua loja. 

Além de demonstrar fidelização, esses clientes podem abrir portas para outros consumidores.

Mensuração e técnicas para o aumento de tráfego online

Para um site, o tráfego consiste, enquanto indicador, no número de visitantes periódicos. Já para redes sociais, os indicadores podem ser: 

  • Acesso ao perfil; 
  • Visualização de postagens; 
  • Número de seguidores, etc.

Diante disso, faz-se necessário compreender a dinâmica de cada plataforma dentro de sua estratégia para geração de tráfego. 

Para ser encontrado no Google, por exemplo, é preciso seguir uma série de critérios de SEO (otimização para mecanismo de busca).

Dominar as práticas de SEO é indispensável. Vale ressaltar que não basta atuar no ambiente online, é preciso que sua loja seja encontrada na internet.

Mas essa não é a única estratégia. Em seguida, trazemos dicas de como aumentar o tráfego da sua loja virtual.

 

Criando um plano de marketing digital

O marketing é essencial para qualquer empresa. Afinal, sem uma estratégia de marketing sólida, como gerar vendas no mundo virtual?

Sendo assim, a primeira parte do seu plano de marketing e vendas é a declaração de posicionamento, em outras palavras: como sua loja irá se apresentar para os clientes. 

Você oferece o preço mais baixo do mercado? Ou produtos premium, que não serão encontrados em qualquer loja? Em suma: o que você oferece que seus concorrentes não tem?

Além de definir seu posicionamento, lembre-se: o marketing visa agregar valor a uma marca, e por isso, faça o exercício de responder estas perguntas:

  • Quais são os benefícios que sua loja possui e seus concorrentes não?
  • Quais são as principais necessidades e desejos dos seus potenciais clientes?
  • Como seus concorrentes se posicionam?
  • Porque o potencial cliente deve escolher você e não a outra loja?

Com a resposta dessas perguntas, agora é hora de colocar seu posicionamento em todos os lugares possíveis: no seu e-commerce, nas redes sociais e nas campanhas.

Por fim, dentre os benefícios do marketing digital, podemos incluir:

 

  • Interatividade

É possível realizar campanhas e acompanhar em tempo real qual a sua reação por meio de comentários, número de curtidas e opiniões deixadas pelos seguidores.

 

  • Análise e mensuração

Ao realizar campanhas de marketing online é possível a obtenção e análise de dados por meio do ROI (Retorno Sobre Investimentos) e o CAC (Custo e Aquisição de Clientes).

 

  • Mais oportunidades

Não importa qual o tamanho da empresa, com o marketing digital qualquer uma pode realizar campanhas de ótimo alcance.

 

  • Direcionamento

Ao usar a internet para realizar campanhas é possível para a empresa direcionar a sua campanha especificamente para o seu público-alvo e assim a tornar mais efetiva.

 

Conteúdo em primeiro lugar

Atrair seus leads por meio de conteúdo relevante é determinante para uma estratégia de aumento de tráfego e isso inclui, por exemplo:

  • A criação de blogs em seu site;
  • E-books e whitepapers;
  • E-mails marketing;
  • Formulários de contato;
  • Mídias digitais.

O marketing de conteúdo tem como objetivo fazer com que sua marca esteja presente no ponto certo da jornada de compra do seu cliente. 

Para isso, o objetivo é produzir conteúdo de qualidade para educar os internautas em relação às funcionalidades do seu produto, mesmo que ele não queira comprar no momento. 

Isso para que, quando ele se tornar cliente, lembre-se de sua loja. Como dito acima, marketing de conteúdo é normalmente realizado em blogs, e-mail e redes sociais.

Qual a importância dessa estratégia? Educar cada vez seus clientes e se tornar uma fonte confiável no seu nicho. Assim, quando alguém precisar do produto que você vende, irá se lembrar da sua loja.

Além disso, essa estratégia estreita relações, agrega valor a sua marca ao mostrar sua atenção com a audiência, ao passo que expande seu alcance utilizando termos chaves de buscas recorrentes.

 

Nutrição por e-mail

A nutrição por e-mail também é fundamental dentro de uma estratégia de marketing digital. 

Por exemplo: uma loja tem um pop-up exclusivo, em que oferece um desconto em troca do contato da pessoa. Ao se cadastrar para ganhar o desconto, a pessoa se torna um lead.

Esse lead vai receber conteúdos estratégicos da loja, incentivando-o a comprar pela primeira vez ou comprar mais vezes.

Ou seja, ele foi atraído por um desconto e se tornou um potencial comprador. Com essa estratégia, você consegue contatos mais qualificados para se tornarem clientes.

 

Não se esqueça do SEO

O SEO é a estratégia para direcionar tráfego para a sua loja. É uma estratégia que traz resultados a médio/longo prazo, mas que são duradouros e poderosos. 

Muitos associam SEO a blogs, mas é totalmente possível aproveitar essa estratégia para otimizar sua página inicial e as páginas de produtos.

Um levantamento recente aponta que os três primeiros resultados (sites) em pesquisa no Google recebem cerca de 75,1% do total de cliques da internet.

Dessa forma, otimizar sua loja virtual para SEO significa investir para que ganhe mais visibilidade se destacando nas pesquisas, aumentando o tráfego do site e as vendas online.

Vale destacar que esse posicionamento é orgânico: ou seja, além de aumentar as chances de sucesso da sua loja, você economiza recursos com mídias pagas.

Algumas dicas para aproveitar o poder do SEO:

  • Crie títulos das suas páginas de acordo com as palavras-chaves selecionadas. A sua página principal deve ter a palavra-chave principal do seu negócio;
  • Coloque boas descrições dos produtos internamente e externamente, também com palavras-chaves. (conhecida como meta descrição);
  • Otimize as imagens para que elas apareçam no Google Imagens;
  • Crie URLs amigáveis e curtas, para os mecanismos de buscas entenderem do que a página se trata;
  • Coloque avaliações de clientes, isso ajuda na construção de autoridade da sua loja.

Diferente do SEO, o SEM (Search Engine Marketing), ou Marketing de Busca, usa os buscadores para anunciar sites ou empresas para clientes na internet, estratégia que entra em um plano de mídia paga.

Vale também entender os dois tipos existentes de palavras-chave: as head tail e as long tail. 

Basicamente, o primeiro termo significa o uso de palavras curtas e genéricas, enquanto o segundo é relativo a termos mais específicos e, ao menos em tese, com maiores chances de resultados positivos.

De todo modo, pense no potencial de sua marca e se seria mais vantajoso competir com um volume maior ou menor de links

Mas atenção: 70% de todas as pesquisas online são de long tail. Além disso, essa prática ajuda também os usuários a entender o que sua loja oferece.

 

Colaborações com influenciadores

Outra boa estratégia para aumentar o tráfego online é o marketing de influência, pois permite que você aproveite a relevância deles para ajudar sua marca a crescer. 

Isso lhe apoiará principalmente no início, quando você tem um público pequeno e deseja crescer de forma rápida.

 

Anúncios inteligentes

Uma forma de crescimento mais rápida é através dos anúncios pagos que comentamos brevemente acima. 

Embora exija um investimento mais alto, se bem feito, é algo que gera bastante retorno.

O Facebook e Instagram são as maiores fontes de receita para lojistas. Mas, para chamar atenção do público, é preciso ser bem criativo nos anúncios. 

Para pegar inspirações, utilize o Facebook Ad Library e Instagram for Business, que mostram anúncios de várias empresas.

A dica de ouro para lojas onlines é fazer anúncios de remarketing. Uma dica: no YouTube, você encontra diversos tutoriais que explicam como fazer anúncios de remarketing para sua loja!

 

Reforce o posicionamento nas redes sociais

Fazer marketing nas redes sociais não se resume a postar uma foto por dia e só. Cada plataforma possui um público específico, mas para lojas virtuais é recomendado se concentrar na qual seu público-alvo se encontra.

Uma pesquisa constatou que 54% dos consumidores seguem nas redes sociais os perfis das marcas preferidas e 21% buscam essas páginas antes de comprar.

Outra informação relevante é que 80% dos consumidores costumam ler as postagens de outros seguidores antes de efetuar uma compra pela primeira vez. 

Também é significativa a constatação de que 71% confia plenamente nas avaliações de outros clientes.

Assim, estar presente nas redes sociais, Facebook, Instagram, TikTok, faz toda diferença para gerar tráfego online e aumentar conversões.

O Pinterest, por sua vez, relata que 85% dos usuários da plataforma visitam o site antes de iniciar novos projetos.

Neste contexto, o Instagram se destaca, ao liderar o comércio nas redes sociais e ser uma ótima fonte de tráfego online.

Conforme dados divulgados pela própria plataforma, 70% dos consumidores dizem procurar compras no Instagram, enquanto 52% já compraram a partir de descobertas na rede.

Já o Facebook, que muitos acham que caiu em desuso e foi abandonado, continua sendo uma das redes mais utilizadas pelos brasileiros.

Um grande destaque da rede são os grupos, pois existem comunidades sobre diversos temas e você pode fazer parte das que tem a ver com a sua marca.

Em 2019, uma pesquisa constatou que 44% dos consumidores ouvidos tiveram seu comportamento de compra influenciado pela plataforma.

No contexto das mídias pagas, no último trimestre de 2020, as propagandas na maior rede social do planeta alcançaram uma receita mundial de US$ 27 bilhões de dólares.

Além disso, 26% dos usuários da rede social afirmaram ter completado o ciclo de compra após clicar em uma propaganda vista ali.

E outras plataformas seguem no mesmo ritmo. Dados divulgados pelo YouTube mostram que mais de 70% dos espectadores conheceram marcas por meio dos Ads da plataforma. 

Enquanto 76% dos brasileiros dizem que a plataforma os ajudam a comprar.

Suas estatísticas também dizem que é duas vezes mais provável comprar itens a partir de anúncios vistos na rede.

Neste sentido, um levantamento do Google indica que 9 entre 10 consumidores fizeram uma compra após assistir a um vídeo na plataforma.

Conclusão

Nesse post, deu para perceber a conexão do marketing com a geração de tráfego online, não é mesmo?

Por isso, se você busca potencializar as visitas na sua loja online, é preciso conhecer as distintas fontes de tráfego e como o marketing digital pode te ajudar a alcançar seus objetivos.

E, se você acompanhou esse post até o fim, temos certeza que está mais preparado para os desafios do crescimento no e-commerce!