Calendário Comercial 2022: o que é e como criar o seu?

Por Miriam Barros

As datas sazonais estão entre os momentos mais esperados pelos comerciantes, visto que esses períodos abrem a temporada de compras que movimentam o varejo brasileiro. Dada a importância, neste artigo, ensinamos como criar um calendário comercial para 2022.

Para termos uma ideia, em 2020, as datas festivas foram responsáveis por 34% de todo o faturamento do comércio eletrônico, segundo o relatório Webshoppers da Nielsen.

O segmento de lojas infantis, no período do dia das crianças em 2020, por exemplo, teve um faturamento de R$ 2,4 bilhões.

Só no plano das vendas diárias, o índice chegou a impressionantes R$ 162 milhões em transações dentro do período.

O Natal, por sua vez, foi um grande impulsionador da expansão do e-commerce no mesmo ano.

O relatório da Webshoppers citado anteriormente mostra que a venda diária em dezembro foi de R$ 250 milhões, com um ticket médio de R$ 462.

Em relação a 2019, a temporada natalina cresceu 45% e fechou com um faturamento de R$ 3,7 bilhões em 2020.

Nestes cenários promissores, elaborar estratégias de vendas para uma loja virtual é uma maneira inteligente de explorar o potencial do e-commerce junto às datas comemorativas.

O ano de 2020 está chegando, e com ele, vem junto todo um novo ciclo de temporada de vendas, para o varejo físico e digital. 

Por isso, se você tem uma loja virtual ou física e quer se preparar, abaixo, explicamos o que é um calendário comercial e como criar um. 

Para tanto, selecionamos as principais datas festivas do ano. Acompanhe a leitura!

Habilitar sacolinha do instagram

Retrospectiva do e-commerce em 2021

Mas antes, é interessante apresentarmos uma retrospectiva do comércio eletrônico ao longo do ano.

2021 foi um ano de muitas transformações. As mudanças no perfil do consumidor e na forma de comprar fizeram o e-commerce brasileiro bater recordes.

Uma pesquisa da eMarketer, anterior a pandemia, já apontava o Brasil como o segundo no ranking de países com maior crescimento previsto para o e-commerce.

Ainda em 2019, o crescimento do comércio digital no Brasil já apresentava dados relevantes. As vendas online tiveram um faturamento de R$ 61,9 bilhões.

Já em 2020, o mercado digital fechou com um índice de 73,88% de crescimento. 

Com os dados do primeiro semestre de 2021, temos também recordes: aumento de 31% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Esses dados mostram a transformação que o varejo está vivenciando e como a presença online é fundamental para atrair clientes, aumentando as oportunidades de negócio.

Para os lojistas, os pontos de venda digitais representam economia com custos de aluguel, mas também a necessidade de atenção para o customer experience e para a criação de campanhas de engajamento.

Visto todas as mudanças no varejo e a potencialidade do e-commerce brasileiro, ter presença online se torna essencial para os empreendimentos nesse novo contexto.

Com esse ambiente e previsões promissoras, elaborar estratégias de vendas para uma loja, especialmente em datas sazonais, é uma das maneiras mais eficientes de explorar o potencial do e-commerce.

Calendário comercial 

Antes de mais nada, é preciso entender as diferentes motivações de compra dos consumidores em cada data festiva.

Principalmente em um cenário no qual o comércio eletrônico cresce em ritmo acelerado, uma loja virtual precisa de planejamento para fortalecer suas vendas. 

Afinal de contas, não basta sua loja existir, ela precisa ser conhecida e encontrada pelo público.

Por isso, não basta saber as datas, é preciso de uma boa estratégia de marketing para que esses períodos, de fato, alavanquem suas vendas.

As principais datas comemorativas do ano

Logo abaixo, separamos as principais datas comemorativas celebradas no Brasil:

  • 01 de março: Carnaval
  • 08 de março: Dia da Mulher
  • 15 de março: Dia do Consumidor
  • 17 de abril: Páscoa
  • 08 de maio: Dia das Mães
  • 12 de junho: Dia dos Namorados
  • 14 de agosto: Dia dos Pais
  • 15 de setembro: Dia do Cliente
  • 12 de outubro: Dia das Crianças
  • 25 de novembro: Black Friday
  • 28 de novembro: Cyber Monday
  • 25 de dezembro: Natal

As datas citadas acima são referentes aos principais eventos do ano, mas você não precisa ficar preso a elas.

Sua loja pode atrair bons resultados em campanhas com datas menos conhecidas, ou com aquelas que estão diretamente relacionadas com o seu nicho de mercado.

Por isso, é recomendado que você faça seu próprio calendário comercial. Analise as datas, se programe para realizar campanhas e aproveitar as oportunidades do ano.

Dito isso, veja 5 dicas para você criar o calendário comercial de seu negócio.

 

#1. Estude as datas relevantes para o seu negócio

Conforme apontamos, cada nicho terá datas mais ou menos relevantes para os seus resultados. 

Deste modo, faça um planejamento estratégico de acordo com seu segmento de negócio.

 

#2. Crie campanhas customizadas para cada período

A partir de tal planejamento, busque sair do lugar comum e crie campanhas inteligentes de marketing, investindo em vídeos, textos e artes customizadas para o seu calendário comercial.

 

#3. Faça testes e avalie os resultados

Acompanhar os indicadores e os resultados em vendas é essencial para avaliar os frutos de cada campanha de seu calendário comercial.

E não deixe de fazer testes: muitas vezes, mesmo com planejamento, uma campanha pode ser melhor executada com um novo direcionamento e melhor entendimento do seus clientes.

 

#4. Invista em postagens em diferentes canais

Um dos segredos do sucesso do marketing e das vendas consiste em investir em uma estratégia multicanal

Assim, suas chances de gerar ganhos financeiros serão potencializadas dentro de seu calendário comercial.

 

#5. Desenvolva estratégias promocionais

Por fim, estamos falando de datas especiais para o seu consumidor. Logo, vale muito a pena criar promoções diferenciadas, incluindo sorteios, cupons e descontos. 

Loja online gratuita Confere Shop

Bônus: dicas para ter um e-commerce de sucesso em 2022

Como vimos, 2021 foi um ano de recordes para o e-commerce, por isso, navegar nas águas do mercado eletrônico pode te trazer muitas vantagens.

Sendo assim, para começar 2022 com o pé direito, separamos algumas dicas para você implementar no seu negócio e ter sucesso além das datas do calendário comercial.

 

Redes sociais e consumo digital

Uma pesquisa recente constatou que 54% dos consumidores seguem nas redes sociais os perfis das marcas preferidas e 21% buscam essas páginas antes de comprar.

Outra informação relevante é que 80% dos consumidores costumam ler as postagens de outros seguidores antes de efetuar uma compra pela primeira vez. 

Também é significativa a constatação de que 71% confia plenamente nas avaliações de outros clientes.

Assim, estar presente nas redes sociais, Facebook, Instagram, TikTok, faz toda diferença para gerar tráfego para o seu site, e aumentar conversões.

Outra rede interessante é o Pinterest. 85% dos usuários da plataforma visitam o site antes de iniciar novos projetos.

Segundo estudo do CETIC.BR, 57% das empresas pesquisadas utilizam as redes para realizar vendas online. 

E neste contexto, o Instagram se destaca, ao liderar o comércio nas redes sociais.

Conforme dados divulgados pela própria plataforma, 70% dos consumidores dizem procurar compras no Instagram, enquanto 52% já compraram a partir de descobertas na rede.

Outra pesquisa recente constatou que 54% dos consumidores seguem perfis das marcas preferidas, e 21% buscam essas páginas antes de comprar.

Deste modo, estude as redes sociais e crie ações específicas para inseri-las em seu calendário comercial.

 

Vídeos

Em 2019, dados do Content Trends já mostravam que o vídeo é o formato mais consumido, superando as postagens com imagens em redes sociais.

A pesquisa também mostrou que o marketing em vídeos já representa 52,8% dos esforços em marketing de conteúdo nas empresas pesquisadas.

Com a chegada das smart TVs, os canais tradicionais das emissoras de televisão começaram a dividir espaço com os conteúdos audiovisuais da web.

No Brasil, principalmente após o período de pandemia, a exibição do YouTube em TVs teve um aumento de 120% quando comparado a 2019.

Em números, isso corresponde a mais de 40 milhões de brasileiros utilizando aparelhos televisivos para assistir vídeos pela plataforma.

Devido ao volume de alcance, muitas empresas veem como uma oportunidade de expandir sua marca por meio de anúncios em vídeos e banners.

Outra pesquisa prevê que até o final de 2021, 82% do tráfego na internet será gerado por vídeos.

Hoje, 43% acredita que os anúncios online são mais relevantes do que os da TV. Isso ocorre também devido a dinâmica de monetização.

Para o próximo ano, 2022, o esperado é que o consumo de vídeos seja maior que a audiência da TV tradicional.

Não à toa, as redes sociais dão prioridade a anúncios com vídeos. Assim como as pesquisas do Google, que também ranqueiam primeiro as mídias audiovisuais.

Neste sentido, para as principais ações de seu calendário comercial, vale muito a pena exercitar a criatividade com vídeos.

 

Tik Tok

Apesar de ter sido consolidada recentemente, o TikTok já consegue competir com o Instagram, tanto no número de usuários quanto nos investimentos de publicidade.

Em 2020, a rede social foi destaque no ranking global de equity de publicidade, na qual o público elegeu como plataforma preferida para consumir anúncios.

O aplicativo da plataforma de mídia foi o mais baixado de 2020 e hoje possui 1 bilhão de usuários ativos mensais.

No Brasil, mensalmente são criados quase 10 milhões de vídeos e estes chegam a 2 bilhões de visualizações mensais.

Por isso, não ignore o Tik Tok ao desenhar seu calendário comercial!

 

YouTube

Cerca de 42% dos usuários globais de internet acessam o YouTube mensalmente, o que o deixa mais ainda atraente para campanhas e estratégias.

Dados do próprio YouTube mostram que mais de 70% dos espectadores conheceram marcas por meio dos Ads da plataforma. 

Enquanto 76% dos brasileiros dizem que a plataforma os ajudam a comprar.

Suas estatísticas também dizem que é duas vezes mais provável comprar itens a partir de anúncios vistos na rede.

Neste sentido, um levantamento do Google indica que 9 entre 10 consumidores fizeram uma compra após assistir a um vídeo na plataforma.

Conclusão: criando meu calendário comercial 2022

Uma estratégia de marketing não consiste em somente buscar datas comemorativas e fazer postagens nas redes sociais.

É preciso traçar objetivos, metas, métodos, modelos de análise, e principalmente, uma execução estratégica. 

No cenário de 2022, uma estratégia de marketing multicanal pode ser a base para um posicionamento eficiente no ambiente online e para impulsionar as vendas de sua loja virtual.

Não se esqueça também de fazer pela sua audiência. Segundo um estudo recente, a retenção de 5% da base de clientes pode gerar um lucro de 25% a 95%. 

Isso porque o custo de retenção é menor quando comparado ao de atração.

E não se esqueça, o aumento das compras nas datas sazonais vem acompanhado do aumento da competitividade. Por isso, crie um calendário comercial estratégico, que faça sua loja se destacar em meio a tantos e aumentar, assim, as chances de sucesso.

Nova call to action