Como anunciar sua loja virtual no Google Shopping e gerar novas vendas

Por Miriam Barros

Para ter sucesso com uma loja virtual, é indispensável que os empreendedores busquem estratégias para se destacar no comércio online e o Google Shopping é uma ferramenta estratégica nesse sentido.

Lançado em 2011, o recurso do Google – também conhecido como Google Shopping Ads – se tornou gratuito este ano. 

O objetivo do buscador com a iniciativa foi impulsionar as vendas online durante a pandemia, apoiando assim, milhões de empreendedores no Brasil e no mundo.

Em 2016, quando ainda era paga, a ferramenta foi responsável por 16,1% das vendas no e-commerce – naquele ano, o comércio digital teve faturamento de R$ 53,4 bilhões.

Após quatro anos, o e-commerce quase dobrou o faturamento e registrou mais de R$ 194 milhões de pedidos feitos só em nosso país.

Com o crescimento do comércio eletrônico, a ferramenta ganha ainda mais potencial. 

Por isso, nesse artigo, apresentaremos os principais pontos sobre o Google Shopping e como o recurso pode ser um diferencial competitivo para o seu negócio. 

Acompanhe a leitura, veja um passo a passo de como anunciar os produtos de sua loja virtual no Google Shopping, além de dicas para otimizar seus anúncios.

Loja online gratuita Confere Shop

O que é e como funciona o Google Shopping

O Google Shopping, basicamente, é uma ferramenta gratuita que permite aos donos de e-commerce exibirem seus produtos logo abaixo do buscador da plataforma.

Em outras palavras: é o carrossel de produtos que aparecem quando pesquisamos alguma palavra referente a um item disponível em uma loja virtual.

Semelhante a outros canais digitais como o Buscapé, o Google Shopping oferece também um comparador de preços que melhora a experiência dos consumidores no e-commerce.

Para um consumidor fazer uma pesquisa no Google Shopping, basta inserir a busca de um determinado bem de consumo no Google.

Automaticamente, ele terá acesso a uma lista de preços e diferentes itens relacionados a busca advindos de diferentes canais, como:

  • Grandes marketplaces, como Shopee e Mercado Livre;
  • Grandes redes do e-commerce, como Submarino, Amazon e Magazine Luiza;
  • Lojas online.

 Além disso, por meio do Google Shopping, é possível:

  • Organizar itens de acordo com a proximidade do consumidor;
  • Por faixas de preço (na ordem crescente ou decrescente 
  • Pela marca do produto;
  • Pela condição da mercadoria (itens novos ou usados);
  • Pela avaliação do produto;
  • Por vendedores.

Os três passos para anunciar no Google Shopping

Para os lojistas, o Google Shopping, sem dúvidas, é um ótimo canal de anúncios de seus produtos para potenciais novos clientes.

O formato em carrossel indexa o mesmo produto, ou parecidos, de diversos outros e-commerces, deixando bem mais visual a comparação de preços e de avaliações.

Para os usuários, a sugestão é uma ótima experiência, pois, as informações mais importantes para realizar sua compra são disponibilizadas facilmente.

Contudo, para que seu produto seja sugerido nas buscas, uma série de processos devem ser atendidos. 

Nesse sentido, vamos entender como anunciar na plataforma para aumentar as vendas de sua loja online.

 

#01. Atenção às boas práticas e cadastro inicial

Como dito anteriormente, a plataforma do Google seleciona quais produtos vai indicar nas buscas. Por isso, atenção ao manual de boas práticas deve ser redobrada.

Para que os produtos sejam anunciados, sua loja virtual precisa fazer um cadastro no Google Merchant Center e enviar as informações para o Google.

Feito isso, o próximo caminho é clicar em “Feed” na coluna esquerda para listagem de produtos e seus dados de descrição.

 

#02. Configure seu feed

O feed é um repositório de produtos. Ele é responsável por atualizar o Google com os dados necessários para anúncios no Shopping.

Diferente do Google Ads, por exemplo, o Google Shopping não indexa os produtos a partir de palavras-chaves escolhidas por você. 

A ferramenta que elege as palavras mais relevantes a partir da descrição do feed para isso. Portanto, ficar atento a essa etapa é crucial.

O feed pode ser atualizado de três maneiras: 

  • Planilhas do Google;
  • Delimitado por tabulação ou texto;
  • Arquivo XML exportado do e-commerce.

Em qualquer uma destas formas, fique atento no momento de preencher o nome do produto, imagem, descrição, categoria e mais. 

Lembre-se: se alguma informação estiver em inconformidade, o feed da sua loja virtual não será aprovado.

 

#03. Conectar Google Merchant com Google AdWords

O Google AdWords, (Google Ads), é uma das principais ferramentas de criação de mídia paga na internet, sendo crucial para o crescimento de um e-commerce.

Pela plataforma do Ads, é possível criar anúncios na rede de pesquisa do Google, incluindo canais de grande relevância na internet, como: 

  • YouTube; 
  • Nas abas do Gmail; 
  • No Google Shopping; 
  • Na rede de display de afiliados; 
  • Em aplicativos mobile da Play Store.

Integrar o Google Merchant ao Google Ads é a última parte do processo de um anúncio no Google Shopping. 

Para isso, basta clicar no menu suspenso no canto esquerdo superior de sua conta no Google que contém 3 pontos. 

Depois, clique em “vinculação de contas” e selecione “Google Ads”. Por fim, digite o seu ID e clique em adicionar.

Planilha gratuita planejamento estratégico

Dicas para otimizar os anúncios no Google Shopping

Agora que você já entendeu como utilizar o Google Shopping, vamos dar algumas dicas para otimizar a sua taxa de conversão.

Lembrando que essa pode ser uma das estratégias do seu plano de marketing digital

Para resultados consistentes e frequentes, é preciso que a estratégia seja integrada a outras ações de marketing para a geração de resultados concretos.

 

#01. Título

De início, é muito importante pensar no título e na qualidade da descrição de seus produtos.

Como sugestão, crie títulos enxutos, com até 70 caracteres. Assim, a linha ficará completamente visível no Google Shopping, aumentando seu potencial de conversão de vendas.

Para tanto, seja objetivo, e inclua o nome do produto atrelada a algum diferencial, como marca ou característica de destaque.

 

#02. Descrição

Como mencionado anteriormente, o Google shopping utiliza a descrição para sugerir produtos da sua loja online na busca.

Portanto, em até 500 caracteres, mencione as palavras-chaves que se relacionam com o produto e o descreva de forma bem ilustrativa.

Nesta etapa, seja criativo, utilizando descrições inteligentes que despertem o interesse de seu lead e façam com que ele inicie uma jornada de compra.

 

#03. Evite chavões promocionais

Comumente, pensamos na linguagem promocional mais básica quando nos referimos a anúncios. Alguns exemplos: compre agora; o melhor produto; você não pode perder.

Quando se trata do Google Shopping, nenhum desses termos são necessários e os resultados dos anúncios estão ligados a qualidade da descrição e objetividade dos títulos, estes sim, capazes de levar um consumidor até um site de vendas.

 

#04. Preço competitivo 

O Google Shopping é um carrossel cheio de produtos de lojas diferentes, o que torna o espaço bem competitivo.

Neste sentido, vale pensar em preços promocionais e trabalhar para manter as avaliações altas dos consumidores. 

Para tanto, invista na experiência do cliente, qualidade da logística e acima de tudo, em preços competitivos que te diferenciem em meio a outras lojas. 

 

#05. Acompanhe tendências

Completando o tópico anterior, uma boa maneira de saber o melhor momento para uma promoção é acompanhando as tendências.

O Google Trends, por exemplo, é um bom termômetro para isso. Ele consegue mostrar o que mais está sendo pesquisado.

Além de seu “feeling” de vendedor, leve em conta: 

  • As épocas do ano para a venda de produtos sazonais; 
  • Datas especiais do varejo como a Black Friday;
  • As tendências de compra e interesses nas redes sociais
  • Notícias do mercado; 
  • Objetivos e métricas de crescimento da sua loja.

 

#06. Invista em boas fotos

A imagem é a primeira coisa que chama atenção, e ela pode ser decisiva no processo de persuasão. Sendo assim, para sua loja não perder clientes, invista em fotos impecáveis.

Aqui, também vale ser criativo, mas sem deixar de apresentar as características principais de cada produto em diferentes ângulos.

Nova call to action

3 vantagens de anunciar no Google Shopping

Como vimos até aqui, a plataforma do Google Shopping traz muitos benefícios para o e-commerce.

E, agora que é gratuita, a ferramenta permite que lojas pequenas disputem espaço no maior buscador do mundo com grandes marcas do e-commerce.

Se você ainda está em dúvida se vai incluir esta ferramenta na estratégia de marketing da sua loja online, confira mais 3 vantagens da plataforma!

 

#01. Chances de conquistar clientes mais próximos da conversão

O público que busca por um produto no Google, provavelmente, já está considerando ou convencido de que irá comprá-lo.

Estas são as duas últimas etapas do funil de vendas e são cruciais para os resultados comerciais dentro de um planejamento de marketing

Ou seja: com o Google Shopping, você otimiza algumas etapas de uma jornada de compra!

Afinal de contas, o lead já está indo atrás do produto, e com sua loja virtual bem posicionada, com nome e descrição eficientes, suas chances de converter uma venda são muito significativas!

Mas se lembre: seu site e produtos precisam estar aderentes à proposta de valor de sua loja e, principalmente, cumprir com as expectativas dos clientes. 

 

#02. Resultados mensuráveis 

Por meio do Google Shopping, você poderá acompanhar de perto os canais que mais contribuem para as vendas em sua loja online. 

Ao acompanhar o desempenho, é possível verificar o que está dando certo e o que pode ser melhorado.

Com estas informações, ações rápidas podem ser tomadas para mitigar perdas e impulsionar vendas.

Além disso, estes dados – facilmente coletados pelos próprios recursos do Google – podem gerar insights, por exemplo: qual produto está sendo mais buscado, comprado ou somente visualizado. 

Assim, dependendo de seus resultados, você poderá bolar novas estratégias de crescimento para o seu e-commerce e até considerar investir em mídias pagas.

 

#03. Mais presença online

Quem não é visto, não é lembrado. Este ditado é antigo, mas continua extremamente válido, principalmente quando falamos sobre presença online.

Nesse sentido, desenhar uma estratégia de marketing multicanal que considere o Google Shopping é uma maneira de expandir sua marca, conversar com outros públicos e convertê-los em leads ou vendas.

Isso ocorre porque sua loja virtual é exibida em pesquisas em diversas frentes digitais distintas. Vale lembrar que cada canal possui suas dinâmicas.

Portanto, se atente ao que cada um exige e adeque seu negócio para ser responsivo para redes sociais, vendas pelo celular, marketplaces, entre outros.

Conclusão: o Google Shopping e o crescimento da sua loja online

Como vimos, o Google Shopping não é uma ferramenta difícil. Se você tem um e-commerce, estude o recurso, pois os resultados podem ser significativos.

Ao passo que o e-commerce cresce e fica mais competitivo, é fundamental buscar diferenciais de posicionamento para se ter sucesso. 

Por isso, é indispensável implementar estratégias que ampliem o alcance da sua loja online e favoreçam uma jornada de compra fluida para o seu consumidor. E o Google Shopping é uma excelente ferramenta para esse objetivo. Diante da gratuidade do recurso, não há mais desculpas para não utilizá-lo e fazer desse canal uma etapa em seu processo de crescimento no e-commerce!

Confere Shop loja online grátis

Este texto foi escrito por João Barros.