Como fazer um controle de estoque eficiente

Por Miriam Barros

Realizar um controle do estoque eficiente da sua empresa pode ser uma tarefa estressante. Afinal de contas, esse processo exige uma alta complexidade de tarefas e organização dos gestores.

Se o monitoramento de estoque não for bem planejado pelos gestores, a empresa pode ser impactada em diversos fatores, especialmente na diminuição das vendas. Além disso, ela também pode impedir que o departamento financeiro tenha um bom controle das finanças.

E como consequência, a empresa não possui tantas chances de crescer e se desenvolver de forma sustentável.

Por isso, gerenciar da melhor forma o seu controle de estoque  é essencial. Dessa forma, é possível alcançar o sucesso em suas operações de vendas e distribuição.

Sabemos que controlar e entender sobre quantos produtos saem e entram em um determinado período é um desafio.

Mesmo assim, se o controle de estoque for bem planejado é possível fazer com que a empresa tenha um crescimento sólido e estratégico no mercado.

E pensando nisso, nós elaboramos esse conteúdo para te ajudar a entender sobre como é possível fazer um controle de estoque eficiente.

Continue lendo e saiba como é possível conduzir uma estratégia eficaz com essas dicas que nós reunimos para você! Vamos lá?

New call-to-action

1- Calcule sua rotatividade de estoque

Antes de mais nada, se você está com problemas no seu departamento de estoque, é essencial realizar o seu cálculo de diagnóstico.

Por sua vez, esses cálculos têm como finalidade monitorar o resultado e a rotatividade do seu nível de estoque atual.

Vamos supor que sua empresa atue com a venda de sistema de combate a incêndio: um dos cálculos mais utilizados e que você pode fazer é dividir a quantidade de produtos no mês pela quantidade existentes de produto médio no estoque.

Fluxo de Caixa Grátis

2- Gerencie corretamente o espaço de armazenamento

Além da frequência, também é preciso saber de forma detalhada sobre qual o espaço adequado para manter todos os seus produtos, de forma que eles fiquem seguros e sem depreciações.

Se você trabalha com sistemas de gerador de energia, por exemplo, analise a média de tamanho de cada produto e utilize o espaço que mais se adequa a quantidade total.

3- Estabeleça um tempo limite para cada produto

Por fim e não menos importante, crie e desenvolva estratégias para aumentar a rotatividade do estoque do negócio.

Afinal de contas, é mais fácil realizar acompanhamentos e definir qual o tempo médio, do que esperar um determinado produto acabar para iniciar a nova estocagem. 

Se você fornece matérias-primas para empresas de automação industrial, por exemplo, é possível se organizar e atender todas as necessidades do cliente e em um prazo adequado.

Agora que você já sabe tudo sobre como fazer um controle de estoque eficiente, o que está esperando para aplicar essas dicas em seu próprio negócio?

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

New call-to-action