Como vender no iFood? Guia completo para você começar em 2021

Por Miriam Barros

Nos últimos anos, o iFood se tornou a principal plataforma de delivery no Brasil. Se você é dono de um restaurante ou está pensando em abrir um, com certeza está interessado em aprender como vender no iFood!

De acordo com dados da própria plataforma, vender no iFood pode aumentar em até 50% o faturamento dos restaurantes. Mas sabemos que existem milhares de restaurantes e mercados no app, o que torna a concorrência acirrada.

Então, será que ainda vale a pena vender no iFood? E as taxas, como funcionam?

Neste guia completo, você irá entender como a plataforma funciona, os requisitos básicos para se cadastrar e dicas preciosas para vender mais!

New call-to-action

O que é preciso para vender no iFood?

O iFood funciona como um marketplace, ou seja, qualquer restaurante pode se cadastrar e começar a vender pelo app. 

O cadastro é feito no iFood Parceiros. Se você possui outro tipo de negócio por delivery, como mercado, distribuidora de bebidas e farmácia, também pode se cadastrar.

Para fazer o cadastro, é preciso atender alguns requisitos básicos, que são:

  • Acesso à internet de boa qualidade para acessar o sistema de recebimento de pedidos;
  • CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) e CNAE no ramo alimentício;
  • Conta bancária vinculada ao CNPJ da empresa (caso seja MEI, conta bancária vinculada ao responsável legal).

Conheça as vantagens de vender no iFood

Essa é provavelmente a maior dúvida para quem está pensando em entrar na plataforma. Como todo serviço, o iFood possui vantagens e desvantagens, que devem ser colocadas na balança por quem quer vender por lá.

Para te ajudar nessa decisão, listamos primeiro as vantagens de trabalhar com o iFood para seu restaurante ou mercado.

 

Seu restaurante ganhará uma importante visibilidade

O iFood possui milhões de usuários ativos e que fazem compras de forma recorrente. Afinal, basta alguns toques na tela para receber o pedido dentro do conforto do lar.

Seu restaurante irá se beneficiar e muito dessa visibilidade, que só tende a crescer. Além disso, os restaurantes possuem um espaço para avaliação. E quanto melhor o restaurante é avaliado, melhor será sua posição

 

Aumento das vendas

É inegável o quanto o iFood ajuda restaurantes a venderem ainda mais. Para muitos, é a principal fonte de venda, já que estamos falando de um app que é rotina da vida de milhões de brasileiros.

Para atrair mais clientes, o app também distribui cupons de desconto para novos e atuais usuários e sua loja também pode entrar nessa parceria para alcançar novos clientes. 

Também há possibilidade de oferecer fidelidade, por exemplo, após três pedidos o cliente ganha R$ 20 de desconto no próximo.

Ou seja, você pode adotar várias ações e crescer de forma rápida dentro do iFood.

 

Facilidade de uso e implementação

A plataforma de gestão de pedidos do iFood é prática e intuitiva, o que torna o trabalho de quem está gerenciando o restaurante bem mais fácil. Por dentro do gestor, você recebe os pedidos, olha o local de entrega e o que foi solicitado de forma simples.

Essa facilidade se dá desde o cadastro do restaurante até o cadastro também dos pratos e itens a serem vendidos. Como não se trata de um processo burocrático, tudo pode ser feito em questão de dias.

 

Pagamento facilitado para os clientes

Usar o iFood também ajuda muito seus clientes a terem mais opções de pagamento. O app também é muito seguro, o que é um grande ponto positivo. 

Com notícias de golpes de delivery sendo cada vez mais comuns, é importante contar com um app que oferece pagamento de forma nativa, ou seja, sem o cliente precisar pagar na hora da entrega.

Além de cartão de crédito e débito, você pode habilitar pagamentos em vale refeição e alimentação. O iFood também aceita pagamentos via PIX e Google Pay, além de pagamento na entrega, que é por conta do estabelecimento.

 

Baixo custo de investimento inicial

Algo importante para quem está começando agora, o cadastro no iFood é gratuito. O pagamento é feito via comissão, que pode variar de acordo com o plano escolhido.

O pagamento não é feito de forma adiantada e sim quando seu restaurante começar a vender. Então, você não precisa se preocupar com custos altos iniciais. Somente após começar a vender efetivamente.

Loja online gratuita Confere Shop

As desvantagens

Sim, apesar de ter bons pontos positivos, o iFood possui desvantagens, o que pode pesar na sua decisão de entrar ou não no aplicativo. 

Para não ser pego de surpresa após cadastrar seu restaurante e lidar com contratempos, listamos  algumas das principais desvantagens do iFood.

 

Concorrência alta

Um fato é que, dentro do iFood, seu restaurante irá enfrentar muita concorrência. Com ampla presença em diversas regiões do Brasil, diversos restaurantes já estão há bastante tempo dentro do app.

Lembrando que o iFood costuma dar maior visibilidade para restaurantes novos ou bem avaliados. Se seu restaurante não conseguir boas avaliações nas primeiras semanas, conseguir aumentar as vendas se tornará uma tarefa mais difícil.

Imagine você mesmo enquanto usuário: sempre dará mais atenção para as primeiras opções da lista, não é mesmo? Por isso, saber como competir dentro do app é extremamente essencial.

 

Dependência de conexão à internet

Se seu restaurante está localizado em uma região com acesso precário de internet, esse pode ser um ponto crítico. Para utilizar o iFood, é preciso obrigatoriamente ter conexão à internet.

O gestor de pedidos e a plataforma de cadastro de produtos só funciona conectada. Ou seja, se sua região não possui uma boa internet, é preciso avaliar se vale a pena investir no iFood.

 

Taxas e comissões consideradas altas

Qualquer marketplace possui taxas sobre volume de vendas e o iFood não seria diferente. As taxas cobradas são motivos de reclamação dos parceiros do app, por considerarem alta, afetando os lucros do restaurante no final do mês.

No próximo tópico, explicamos sobre os planos do iFood e quais são as taxas cobradas.

Quanto custa vender no iFood?

Para quem deseja vender no iFood, pode optar por dois planos, onde ambos contam com ferramentas e soluções para a gestão do restaurante.

São dois planos:

  • Plano Básico: a entrega é feita pela loja e a comissão é de 12% sobre o valor de todos os pedidos e mais a taxa de 3,5% nos pedidos com pagamento via iFood. Para restaurantes que faturam mais de R$ 1.800 por mês, existe também mensalidade de R$ 100.
  • Plano Entrega: neste plano, a entrega é feita por entregadores parceiros do iFood. A comissão é de 23%, mais a taxa de 3,5% nos pedidos com pagamento via iFood. Para quem fatura mais de R$ 1.800 por mês, a mensalidade é de R$ 130 reais.

No primeiro mês, a mensalidade é grátis! Ou seja, você só paga no mês seguinte e se ultrapassar o valor mínimo.

Informação importante: o Plano Entrega está disponível somente para algumas regiões. Por isso, ao fazer o cadastro, confira se o endereço da sua loja está dentro da disponibilidade.

Maquininhas Demo

Como se cadastrar na plataforma?

O cadastro do restaurante é feito pelo portal iFood Parceiros. Ao acessar pela primeira vez, você coloca informações básicas, como nome completo, e-mail e telefone para contato. O contato será feito por um consultor do iFood por estes canais ou WhatsApp.

Clique em “Começar o cadastro” e você será redirecionado para um formulário mais completo, onde serão colocados mais informações da loja.

A página irá pedir dados como:

  • Número de CNPJ e razão social do restaurante;
  • Nome da loja, que irá aparecer no app;
  • Telefone, CEP, cidade, estado, bairro e endereço completo;
  • Especialidade da loja e se já possui serviço de entrega próprio.

Se sua loja estiver dentro da região com entregadores parceiros, você irá escolher o tipo de plano. Caso contrário, a opção automática será o Plano Básico.

Após essa primeira etapa, um consultor parceiro irá entrar em contato para finalizar seu cadastro, fazer a assinatura do contrato e ativar seu restaurante. Você receberá acesso do Gestor de Pedidos e Portal do Parceiro.

Feito a ativação, você irá criar seu cardápio com os itens que deseja vender e agendar a data de início das suas vendas, assim como o horário de funcionamento do restaurante.

 

Como funciona o repasse do dinheiro das vendas?

Todos os repasses do dinheiro das vendas devem ser agendados automaticamente para a conta bancária cadastrada no Portal do Parceiro. As vendas são contabilizadas por 7 dias e os repasses são feitos em até 4 semanas (depende do plano), sempre às quartas-feiras.

Para acompanhar o status dos repasses, acesse a aba “Financeiro” no Portal do Parceiro.

 

Posso me cadastrar com CPF?

Não. Para se cadastrar e começar a vender no iFood, o cadastro com CNPJ é obrigatório. Logo, pessoas físicas não podem vender no app.

Mas, não se preocupe! Apesar do cadastro com CPF não ser possível, não é preciso abrir um CNPJ na categoria Simples Nacional, cujas taxas são elevadas. A seguir, explicamos como ter um CNPJ de graça!

 

MEI pode vender no iFood?

Aos donos de restaurantes que gostariam de se cadastrar com CPF, o indicado é fazer abertura de um CNPJ como MEI (microempreendedor individual), cujo faturamento anual é de até R$ 81 mil.

Com o MEI, você pode cadastrar a conta bancária de pessoa física, desde que esteja no mesmo CPF do representante legal.

O MEI exige poucos dados para se cadastrar e você pode colocar o CNAE no ramo alimentício, que também dá direito à cadastro em plataformas de cartões de vale refeição e alimentação.

Neste artigo, explicamos passo a passo como criar o MEI!

Faça a conciliação das suas vendas por iFood

Agora que seu restaurante está pronto para começar no iFood, é preciso se preparar para quando as vendas começarem a acontecer e fazer um acompanhamento próximo para controlar o fluxo de caixa.

Por isso, a solução de conciliação de cartões se torna um processo muito importante para a nova jornada do seu restaurante.

Quem é dono de comércios, sabe que trabalhar com várias maquininhas é algo extremamente comum. Afinal, são várias opções no mercado e fazer o controle de várias ao mesmo tempo pode se tornar muito confuso.

Com a Confere, você faz a conciliação de todas suas maquininhas e faz o controle financeiro perfeito do seu restaurante.

Conheça agora tudo sobre essa solução e faça uma demonstração gratuita!

Confere Shop loja online grátis

Este texto foi escrito por Luiza Cristina Sousa.