Como vender mais no iFood? Dicas e boas práticas!

Por Miriam Barros

Se você faz pedidos com frequência no iFood, já percebeu que há vários restaurantes que se destacam mais do que outros. Como eles fazem isso? E como seu restaurante pode vender mais no iFood?

Conforme os aplicativos de delivery foram crescendo, a concorrência aumentou mais ainda. Afinal, para muitos, o iFood se tornou a principal fonte de renda.

Para se ter uma ideia do tamanho do crescimento do iFood, em março de 2020 o app bateu 30,6 milhões de vendas e em agosto do mesmo ano, 44,6 milhões de pedidos, de acordo com a revista Exame.

E mesmo a concorrência sendo grande, o seu restaurante ainda pode aproveitar diversas estratégias para crescer mais, com dicas sobre quais as comidas mais pedidas no iFood e estratégias de crescimento. 

Selecionamos as melhores estratégias e respondemos algumas perguntas importantes sobre como vender mais no iFood e aproveitar as próprias funcionalidades nativas do app para ganhar destaque.

Vamos lá!

New call-to-action

Quais são as comidas mais vendidas no iFood?

Se está montando seu restaurante agora, uma boa dica para vender mais no iFood é conhecer quais são os pratos mais pedidos dentro do app. 

O mesmo vale se deseja mudar de ramo para dar uma turbinada nas vendas!

De acordo com uma pesquisa divulgada pela revista Exame, estas são as comidas mais vendidas no iFood, de acordo com cada região no Brasil.

Na região Sudeste, os mais pedidos são:

  • Esfiha;
  • Hambúrguer;
  • Refrigerante;
  • Carne;
  • Sanduíche e Wrap.

No Nordeste, as comidas mais vendidas são:

  • Hambúrguer;
  • Carne;
  • Refrigerante;
  • Pizza;
  • Sanduíche e Wrap.

Já no Norte, os itens com maior saída são:

  • Hambúrguer;
  • Carne;
  • Refrigerante;
  • Sanduíche e Wrap;
  • Pão.

No Sul, os mais pedidos são:

  • Hambúrguer;
  • Sanduíche e Wrap;
  • Refrigerante;
  • Sushi e sashimi;
  • Carne.

Por fim, no Centro-Oeste, a pesquisa revela que os mais vendidos são:

  • Hambúrguer;
  • Carne;
  • Refrigerante;
  • Sanduíche e Wrap;
  • Açaí.

Planilha gratuita planejamento estratégico

Como fazer seu restaurante vender mais no iFood?

Agora que você já sabe quais são as comidas mais pedidas no iFood, é hora de começar a vendê-las! Assim como todo marketplace, o iFood possui alguns segredos importantes para tornar seu restaurante mais atrativo do que os concorrentes.

Veja as dicas abaixo e como colocá-las em prática!

 

1. Muita atenção para o cardápio!

Assim como no restaurante físico, o cardápio no iFood precisa ser extremamente atrativo. Afinal, é por lá onde a pessoa decide se realmente aquele é o lugar para fazer seu pedido.

Mas, ao contrário do papel, o menu virtual precisa ter o máximo de detalhes possíveis, principalmente na descrição. Os clientes não conseguem sentir o cheiro que vem da cozinha, então é preciso conquistá-los de outras maneiras.

Embora investir em boas fotos leve tempo e dedicação, é essencial criar um álbum de imagens das refeições que seu restaurante vende, fugindo de banco de imagens, que dão um aspecto falso para o prato.

Temos um artigo com algumas dicas para tirar boas fotos de roupas, mas as dicas são super válidas para delivery! 

Tão importante quanto as fotos são as descrições dos pratos. A descrição é o espaço onde você coloca os principais ingredientes de forma detalhada (algumas pessoas possuem restrições alimentares, é importante saber o que irão consumir).

Além dos ingredientes, coloque os acompanhamentos, molhos, utensílios e outras informações que considerar essenciais.

 

2. Precificação competitiva

Um dos critérios de escolha mais levado em consideração pelos consumidores é o preço. Mas a precificação dos itens deve ser feita com cuidado para que seu restaurante não fique no prejuízo.

A precificação deve levar em consideração vários itens, como matéria prima, custo de produção, taxa de entrega, taxa do iFood, etc. Para te ajudar a calcular o preço, conte com nossa planilha gratuita de precificação de produtos!

 

3. Aproveite as promoções para vender mais

Um dos grandes atrativos do iFood são os cupons de desconto e agora, o programa de fidelidade. Você pode aproveitar ambos para vender mais, mas também pode criar promoções dentro do seu cardápio para atrair mais clientes.

Algumas ações promocionais que podem ser feitas pelo seu restaurante são:

  • Frete grátis para regiões próximas ao do seu restaurante;
  • Combos, como leve 2 e pague 1 ou na compra de item X, você ganha 1 refrigerante grátis;
  • Oferta ou prato do dia mais barato;
  • Combos e ações especiais para datas comemorativas, como Dia dos Namorados.

Com descontos, você consegue em curto período de tempo chamar atenção para seu negócio e fidelizar o cliente para próximos pedidos. Embora o lucro dos produtos em promoção seja menor, é a oportunidade perfeita para mostrar a qualidade das suas refeições.

Ofereça também brindes surpresas, como um chocolate ou uma cartinha agradecendo o pedido. Pequenos detalhes mostram atenção do restaurante com o cliente, ajudando a criar uma boa percepção do seu negócio.

 

4. Altere o horário do seu restaurante

É uma pequena mudança, mas que pode fazer grande diferença. Você, enquanto administrador do restaurante, deve ficar atento aos horários com maior número de pedidos e priorizá-los.

Por exemplo, se você vende pizzas, muito provavelmente o maior número de vendas deve ser no período da noite. Mas, caso sejam lanches, é provável que tenha mais pedidos à tarde.

Esses dados variam muito, por isso é essencial entender o comportamento do consumidor e ter isso como parâmetro para o horário de funcionamento.

 

5. Ofereça mais variedades de pratos para os clientes

Mesmo se seu restaurante focar em um nicho só, como pizza, é interessante oferecer diversas opções de pratos para atrair um número maior de clientes.

Hoje é muito comum restaurantes oferecerem pratos vegetarianos, sem glúten, sem lactose, com tamanhos reduzidos e sabores mais exóticos. Seu restaurante também deve se adaptar e procurar atender este público, mesmo que começando aos poucos.

Quanto mais seu restaurante inovar e oferecer pratos de ótima qualidade, mais vendas você irá fazer dentro do iFood (e fora também).

 

6. Cuidado com o tempo de entrega

Este é um detalhe crucial dentro do iFood, pois se o restaurante promete um tempo de entrega curto, mas não consegue cumprir, o resultado será clientes insatisfeitos e avaliações ruins.

Como você já sabe, avaliações são cruciais em qualquer aplicativo. Afinal, você confia em um restaurante com avaliação baixa?

O prazo de entrega deve corresponder à realidade para cada região. Os locais mais próximos tem um prazo menor, mas ainda assim seu restaurante deve sempre ter em mente a importância de cumprir o tempo previsto.

O próprio Gestor de Pedidos sinaliza em quanto tempo o restaurante deve despachar o pedido, de acordo com o tempo programado. Então, se perceber que o tempo está curto ou longo demais, lembre-se de ajustá-lo.

 

7. Invista nas redes sociais

As redes sociais são importantes ferramentas de vendas para qualquer negócio. Para um restaurante no iFood não seria diferente.

Quando falamos de comida, as redes são ótimas para explorar ainda os pratos, mostrando detalhes de perto, por vídeo, comentários dos clientes e muito mais. Quando falamos de restaurantes, a função de geolocalização se torna ainda mais essencial.

Aposte bastante em mostrar o preparo dos pratos e em feedbacks dos clientes. Para saber mais sobre planejamento nas redes sociais, acesse nosso artigo completo sobre o assunto!

 

8. Leia os feedbacks e responda os clientes da melhor forma possível

Por fim e não menos importante, a última dica é sempre prestar atenção aos feedbacks dos clientes, sejam eles positivos ou negativos.

Sabemos que a rotina de um restaurante é sempre intensa e algum pedido pode sair com problemas, como estar queimado demais ou ir com algum ingrediente que o cliente pediu para tirar.

Sim, isso tem a ver em vender no iFood. Se os feedbacks estão sendo mais negativos, é necessário avaliar com calma e entender o que pode ser mudado. Se a grande maioria são positivos, sinal que está no caminho certo e pensar em futuras melhorias!

Lembre-se: os comentários são públicos, o que leva ao seguinte ponto: responda os clientes da forma mais paciente e educada possível.

Mesmo que considere o comentário injusto, respire e responda com calma, agradecendo o feedback e dizendo que irão trabalhar para melhorar e corrigir o que deu errado.

Nova call to action

Como melhorar a avaliação no iFood?

Além das dicas acima, outras ações podem ser tomadas para melhorar a avaliação do seu restaurante no iFood. Como já dito aqui, avaliações ruins afetam e muito as vendas dentro do app.

Porém, muitos clientes acabam esquecendo de avaliar ou vendo aquilo como algo não importante. Ou então só comentam quando estão insatisfeitos. Para mudar esse cenário e melhorar a avaliação, podemos citar:

  • Mande uma cartinha, mesmo curta, pedindo uma avaliação sincera, mostrando o quão importante isso é para o restaurante;
  • A qualidade da refeição deve falar por si só, então garanta sempre que a cozinha esteja em ordem;
  • O cliente mandou mensagem ou ligou para reclamar do pedido? Assuma a responsabilidade e encontre uma solução satisfatória, como um voucher para o próximo pedido.

Como ser um super restaurante no iFood?

O iFood possui o selo de “Super Restaurante”, que oferece alguns benefícios extras para os restaurantes com o selo, como descontos em anúncios, um ensaio de fotos profissionais, bag para o entregador, notebook, destaque na lista de restaurantes e muito mais.

Para conseguir o selo, é necessário cumprir alguns requisitos, como boa avaliação dos clientes (acima de 4,7 estrelas), baixo percentual de cancelamentos e atrasos e 600 pedidos em 90 dias.

Pode parecer difícil, mas seguindo nossas dicas acima, temos certeza que em breve suas vendas irão aumentar e o selo irá vir para seu restaurante!

Fique de olho no blog da Confere para mais dicas para bombar no delivery. Caso ainda não tenha seu restaurante no iFood, confira o guia para começar a vender no app.

Confere Shop loja online grátis

Este texto foi escrito por Luiza Cristina Sousa.