Como vender online em 2022? Dicas e estratégias para o seu sucesso!

Por João Barros

Com as vendas online representando 17,9% do varejo brasileiro, o mercado eletrônico tornou-se um ambiente cheio de oportunidades de negócios. Nessa linha, 2022, sem dúvidas, é um ano promissor para quem busca vender e investir no e-commerce.

Numa retrospectiva do comércio eletrônico ao longo dos últimos anos, podemos dizer que 2021 foi um ano de muitas transformações. 

Em primeira instância, as mudanças no perfil do consumidor e na forma de comprar fizeram o e-commerce brasileiro bater recordes.

Já em 2019, o crescimento do e-commerce no Brasil apresentava um horizonte cheio de potencial. As vendas online tiveram um faturamento de R$ 61,9 bilhões naquele ano.

Em 2020, o mercado digital fechou com um índice de 73,88% de crescimento. 

Outras pesquisas, por sua vez, preveem um faturamento de US$ 5,6 bilhões no comércio eletrônico do país nos próximos anos e crescimento estimado de 7,25% entre 2021 e 2025.

Projeta-se ainda uma receita aquecida de US$ 7,4 bilhões no fim deste período.

Com os dados do primeiro semestre de 2021, temos também recordes: aumento de 31% em relação ao mesmo período do ano anterior.

E o ano fechou fazendo as vendas online representarem 17,9% do varejo brasileiro, pois houve um crescimento de 48% quando comparado ao ano anterior.

Essas estatísticas mostram a transformação que o varejo está vivenciando e seu potencial para atrair clientes e aumentar as oportunidades de negócio.

Com esse ambiente e previsões promissoras, abrir uma loja online e vender seus produtos é uma ótima estratégia para quem busca ter sucesso em 2022.

Para você que quer começar esta jornada, neste artigo te mostramos os passos iniciais para estruturar sua ideia e algumas estratégias importantes voltadas para o e-commerce.

Acompanhe a leitura!

O que é um e-commerce e como vender online?

Antes de tudo, vale a pena explicarmos brevemente o conceito de “e- commerce”.

Basicamente, este termo faz referência a dinâmica de mercado que já conhecemos de compra e venda.

A diferença é que, no e-commerce, essa lógica se dá através do ambiente digital.

Impulsionado pela tecnologia, as formas de consumo passam, cada vez mais, pela realidade de uma economia que cresce no contexto online. 

O comércio eletrônico, neste sentido, faz referência então a pluralidade de canais, de opções de ofertas, de meios de pagamentos e formas de entregas, mudando todo o ecossistema de negócios e centrado na internet.

Em resumo: o e-commerce ou comércio eletrônico é a dinâmica de mercado intermediada pelos canais digitais e que, como vimos, cresce anualmente no Brasil.

Estes canais podem ser sites próprios de lojas virtuais, marketplaces, vendas pelas redes sociais

Vamos explorar todos eles em seguida para quem deseja começar 2022 com o pé direito e quer vender a partir de uma visão estratégica do mercado online.

 

Como começar a vender online em 2022

Agora que você já sabe o que é um e-commerce e as potencialidades do mercado, vejamos como começar a vender online já em 2022 e garantir um negócio bem-sucedido.

Primeiro, entenda que abrir uma loja online não é um processo muito diferente das lojas físicas, apesar das regulamentações do e-commerce diferenciarem-se em certos aspectos.

De qualquer modo, você ainda precisará de muito planejamento para ter sucesso e ganhar dinheiro de maneira segura e consistente na internet.

Por isso, etapas como as listadas abaixo são importantes e devem ser colocadas em prática:

  • O desenho de um plano de negócios estratégico, analisando a concorrência;
  • Ações para o fortalecimento da identidade visual e do branding da loja;
  • A gestão de estoque, logística e qualidade dos produtos; 
  • O plano de marketing do negócio e escolher canais de venda.

Em resumo, estas etapas como pilares te ajudarão a criar um negócio melhor estruturado e garantir a sua longevidade.

Em seguida, detalhamos mais passos e estratégias vendas online. Vamos lá?

Defina do que que irá vender

Existem vários tipos de produtos que você pode vender em 2022 na sua loja online. 

De início, para definir seu catálogo de produtos, é preciso pensar em algumas questões, tais como:

  • O que eu poderia revender?
  • Irei produzir meus próprios produtos?
  • Quem seria meu fornecedor? 
  • Qual produto tem maior custo-benefício?
  • Qual produto, na venda mínima, conseguiria manter os custos da loja/produção?

Estas são algumas perguntas que podem te ajudar na definição do produto, estratégia de marketing e até na esfera logística.

Caso seu negócio for trabalhar com revenda, sua loja precisará definir muito bem os fornecedores de seus produtos.

Nesse sentido, leve em consideração questões, como:

  • Irá investir em um modelo multimarca ou na exclusividade de marca(s) específica(s)?
  • Atuará com diferentes segmentos ou com se especializará em determinados produtos?
  • A venda será destinada para o consumidor final ou para o mercado B2B?

Responder a tais questões também lhe auxiliará para a construção de um planejamento mais eficiente e, inclusive, na conquista de preços e condições mais favoráveis para sua loja.

 

Faça um planejamento financeiro

E por falar em planejamento, é importante estruturar cada etapa do contexto financeiro de uma empresa, incluindo: 

  • Seu volume atual de entradas; 
  • O custo do negócio (saídas); 
  • Potenciais faturamentos e gastos;
  • Ticket-médio de compras no site. 

A partir disso, pode-se prever, por exemplo, quanto é preciso vender para manter a viabilidade econômica de um negócio ou mesmo estratégias para a redução de custos.

Deste modo, o gestor consegue elaborar ações que darão suporte às decisões tomadas no planejamento.

Para ser bom e eficiente, o planejamento financeiro deve ser contínuo, amplo, e nenhuma das operações essenciais da gestão financeira podem ser esquecidas.

Atente-se desde a precificação de produtos, até a gestão das contas a pagar e a receber.

Defina os canais de venda

Neste tópico, queremos que você reflita quais canais de venda fazem sentido para o seu empreendimento em relação ao custo-benefício, manutenção e responsividade.

Isso porque, definir onde seu e-commerce será hospedado é um ponto crucial para determinar estratégias de sucesso.

Nesta parte do planejamento, pontos como custo da plataforma, alcance, público, manutenção - tudo deve ser levado em consideração.

Por exemplo, uma loja no Facebook ou no Instagram não demanda a mesma energia de manutenção na criação de um site. 

Já as vendas em sites podem te dar mais independência do que em marketplaces

No final, pense, sobretudo, no perfil do seu cliente e vale a pena, inclusive, considerar uma estratégia multicanal para ter maior alcance. 

Na hora de investir em seu domínio, opte por plataformas que permitam que você personalize e tenha autonomia sobre sua loja virtual.

Enfim, existem vários caminhos para vender online em 2022 e você pode investir tanto em um único canal (como um domínio próprio) como em uma modelo omnichannel.

Algumas das principais opções que o comércio eletrônico oferece são:

A Confere SHOP, por exemplo, é uma plataforma gratuita com todos os recursos para a estruturação e otimização das vendas de seu e-commerce em poucos minutos!

Confira os benefícios que a Confere oferece para você:

  • Você poderá fazer a distribuição de seus produtos nos principais canais logísticos do país;
  • Configurar uma loja com usabilidade e identidade visual atrativas;
  • Contar com os principais meios de pagamento;
  • Divulgar seus canais de contato nas redes sociais;
  • Dispor de ferramentas de gestão financeira, fluxo de caixa e conciliação bancárias.

Ficou interessado? Então aproveite para saber como começar uma loja online neste guia completo e conte com a Confere para vender com eficiência em 2022!

 

Relacionamento com o cliente

A próxima dica para potencializar suas vendas consiste na comunicação com os clientes.

E isso envolve desde a criação de uma boa identidade visual – ou branding – até o planejamento do atendimento ao cliente e do modelo de experiência que deseja oferecer em sua loja

Como no ambiente online não há interação pessoal com vendedores, é indispensável garantir um atendimento impecável.

Invista em canais em que seus clientes possam solicitar reembolsos, trocas ou emitir feedbacks de forma prática e dinâmica.

Isso também te sugere pontos de melhoria, como evitar a perda de credibilidade online ou notificações no Reclame Aqui, que podem ser muito prejudiciais ao seu negócio.

A confiança do usuário na sua loja virtual e a fidelização do cliente devem ser garantidos.

Portanto, ter um bom atendimento online é indispensável e, para ter uma presença 24 horas, uma dica é investir em chatbots como o Jivochat e outros exemplos do mercado.

Outra estratégia-chave para gerar leads qualificados é a que une diversos canais de maneira integrada, conforme citamos anteriormente. 

O marketing multicanal é uma tendência cada vez mais forte, em função das mudanças no comportamento do consumidor que navegam, de modo cada vez mais dinâmico, por diferentes redes.

Assim sendo, esteja disponível para se conectar com os leads via chat no comércio eletrônico, mensagens diretas, site, e-mail, telefone e por aí vai. 

 

Não se esqueça das ferramentas de gestão

Ao gerir uma loja virtual é importante ter o auxílio ferramentas que facilitem a administração do e-commerce.

Os sistemas de gestão, por exemplo, são softwares inteligentes que automatizam os processos ao máximo e facilitam as atividades diárias.

Alguns benefícios que você pode usufruir ao usar um sistema como esse são: 

  • Aumento da produtividade;
  • Mais segurança para a empresa
  • Satisfação dos clientes;
  • Ganhos sustentáveis;
  • Controle de estoque, vendas e fluxo de caixa eficientes e automatizados;
  • Integração setorial.

Outra vantagem de ter uma ferramenta de gestão é a facilidade para consultar dados e ações registradas, permitindo o monitoramento de tudo o que acontece.

Isso potencializa a tomada de decisões pelos gestores, que terão embasamento para direcionar o futuro da empresa.

Faça um plano de marketing

Mas não basta existir no mundo online, você precisa ser conhecido e encontrado pelo público que seus produtos são direcionados.

Uma boa estratégia de marketing pode ser o diferencial para o seu e-commerce chegar mais longe e atingir mais vendas. 

E essa estratégia pode incluir:

  • Segmentação de clientes para atendimento personalizado via e-mail e obtenção de dados sobre os principais consumidores;
  • Marketing de conteúdo como ponte para os clientes conhecerem os produtos que você tem disponíveis;
  • Fidelização através de cupons de desconto, sorteios e promoções;
  • Ações personalizadas para o aumento das vendas online;
  • Investir em mídias pagas pela internet, seja em redes sociais ou no Google.

Conclusão

Para quem deseja vender mais em 2022, o ambiente online é indispensável. 

E, com as dicas e passos aqui apresentados, você poderá facilitar a estruturação de seu negócio no mercado digital.

Os pontos abordados levaram em conta a escolha de produtos, canais, fornecedores, marketing e gestão interna da empresa.

Conforme reforçado, há pontos incomum entre a abertura de uma loja física e virtual, mas claro, com um toque das vantagens que o mercado eletrônico oferece.

Dado o potencial do e-commerce e seus recordes expressivos de crescimento, a previsão para 2022 segue promissora. Portanto, se você deseja começar a vender online, coloque em prática as dicas deste artigo para sua loja alcançar o sucesso!

Este texto foi escrito por João Barros.