Controle de estoque sazonal: o que é e como fazer

Por Miriam Barros

Quando falamos de controle de estoque, precisamos ter em mente que existem produtos que devem ser categorizados de formas diferentes.

Isso porque, para algumas empresas, um tipo de produto acaba sendo o carro-chefe de seu segmento, enquanto outro não tem tanta procura.

A atividade de gerir o estoque exige que exista essa condição de organização, para que a empresa não tenha gastos exorbitantes com mercadorias que não tem tanta saída e acabam ficando paradas, ocupando espaço no estoque desnecessariamente.

Alguns produtos ainda são categorizados dentro de uma realidade que existe para grande parte do comércio: a sazonalidade.

Certas mercadorias são mais procuradas em datas específicas do ano, e saber aproveitar essas datas é essencial para que uma empresa possa lucrar.

Isso porque em certo momento do ano, a demanda para certas mercadorias é muito alta. Se preparar para ter um estoque que vá atender essa demanda significa aproveitar todas as oportunidades de vendas que o período traz.

Cabe dizer, inclusive, que para alguns setores, grande parte do volume de vendas anual se concentra em uma única data do ano.

Portanto, a boa administração do estoque nesse período é fundamental, visto que qualquer erro pode resultar em uma compra exagerada de produtos que, posteriormente, serão difíceis de saírem de estoque.

Estes cálculos devem ser realizados atentamente, por gestores responsáveis pela organização e acompanhamento do estoque.

Estes gestores devem, assim, garantir que exista um equilíbrio claro entre a demanda do mercado e a capacidade que a empresa possui em atender o pedido de todos os clientes, assegurando que estes produtos não faltem, mas também não sobrem em grande quantidade.

Falando dessa forma, você pode estar pensando "mas como executar esse controle? Parece impossível". A chave para isso é clara: é necessário organização e planejamento para que o controle seja, de fato, efetivo. contas a receber

Planejando-se para a sazonalidade

Cada segmento de negócio possui suas características próprias em relação à sazonalidade.

Por exemplo, em qual momento você acredita que as lojas de presente lucram mais?

Certamente, perto de datas comemorativas! Natal, dia das crianças, dia das mães, dos pais...

Já um fabricante de chocolates, pode certamente vender nestas datas também, visto que chocolate é um bom item para presentear alguém. Contudo, durante a páscoa a procura pelo seu produto será certamente maior!

A sazonalidade também costuma acontecer de acordo com a mudança de estações do ano.

Por exemplo, lojas voltadas para roupas de inverno tendem a vender mais durante o inverno. E, por isso, quando chega o verão, é comum vermos queima de estoque de roupas de frio, pois a procura é baixa e é necessário limpar o armazenamento.

Estes produtos também costumam ter grande saída devido à movimentação de turistas. Cidades montanhosas tendem a vender mais roupas de inverno em épocas de grandes visitas de moradores de outros locais.

A mesma lógica pode ser aplicada a produtos típicos de verão. O importante aqui é compreender em que momentos estes produtos seriam mais procurados.

Entendendo a sazonalidade, percebemos que ela faz parte da vida e do funcionamento de muitos empreendimentos em todo o país.

Muitos ainda tendem a encarar a sazonalidade como um problema, por nos atermos a uma época específica do ano, quando na verdade "o lucro deveria vir o ano todo". Porém, se esta for bem administrada, ela pode gerar lucro suficiente para bons períodos a frente, equilibrando as receitas em períodos de baixa venda.

Tudo, portanto, depende de uma mudança de perspectiva. Olhar a sazonalidade como uma oportunidade ao invés de um obstáculo pode trazer bons frutos para você e sua empresa como um todo.

Prepare-se com antecedência

Se você trabalha com um segmento que é diretamente influenciado pela sazonalidade, planeje-se com antecedência.

Não é recomendado buscar soluções em cima da hora, pois, se em dado mês o movimento for maior, são vários pontos que você precisa organizar: treinamento de equipe, controle de estoque, promoções, atendimento etc.

Saiba qual o ciclo do seu negócio

Para que você consiga estabelecer um controle de estoque eficaz para sazonalidade, é necessário conhecer quais os períodos de alta demanda e de baixa de vendas.

Os gestores da empresa devem ter esse conhecimento na ponta da língua, para que não sejam aplicados esforços em vão em períodos que não são interessantes de se investir.

É importante compreender as causas da sazonalidade no seu segmento e ter consciência do impacto que a variação de períodos causa do fluxo de caixa da empresa.

Planilha controle de estoque

Planeje o seu estoque

A partir de análises de controle de dados feitas em outras épocas do ano (as quais nós recomendamos fortemente que você pratique), é possível perceber detalhadamente os períodos que tiveram altas e baixas de demanda.

A partir destes dados levantados, você pode se planejar estipulando uma meta de vendas, para atender adequadamente o fluxo que está por vir em períodos de alta procura.

Mas, você deve estar se perguntando: como faço para me planejar?

Continue a leitura e siga os passos! Não terá erro! 😉

Saiba avaliar e identificar os períodos e produtos de maior demanda

Para elaborar um planejamento sazonal, é importante compreender a sazonalidade do seu negócio.

Se, na sua empresa, a época de maior demanda de produtos acontece no verão, é necessário que você saiba exatamente quando começa e quando termina este período de procura.

A partir deste dado, é necessário saber quais produtos foram os responsáveis pelo maior fluxo de vendas na loja.

Faça também um cálculo do giro médio destes produtos em outros períodos do ano, para entender como ele se comporta em períodos de baixa procura.

São nestas mercadorias que você deve investir em seu planejamento sazonal, para preparar o estoque para a demanda que está por vir.

Preparar o estoque significa, acima de tudo, não deixar que falte produtos, mas também que não sobrem produtos em demasia.

Por isso, é imprescindível que este primeiro passo seja realizado.

Faça um orçamento para alimentar o estoque

A partir do momento que se sabe quais são os produtos de maior procura em certos períodos, é importante repensar o orçamento anual da formação do estoque de sua empresa.

Isso porque alguns períodos terão comportamento diferenciado de outros e, consequentemente, a quantia destinada a alguns produtos tende a aumentar ou diminuir.

É importante ter ciência, também, se o orçamento planejado estará disponível de uma só vez, ou se este orçamento será disponibilizado de forma gradual.

Não deixe para a última hora

Caso o produto a ser comercializado não seja perecível, é importante iniciar o processo de compra com pelo menos três meses de antecedência.

Você pode se planejar para começar os acordos e encomendas com fornecedores mais cedo também. Isso pode resultar em descontos nas suas compras.

Caso o contato com fornecedores aconteça em cima da hora, você corre o risco de não ter a quantidade necessária para atender a demanda sazonal e, consequentemente, deixar de vender tanto quanto gostaria.

Dependendo da intensidade da sazonalidade do seu negócio, uma falha dessa gestão pode, até mesmo, resultar no comprometimento da vida do empreendimento.

Negocie antes para lucrar mais!

Para abastecer o seu estoque, é importante começar as negociações com antecedência.

Para isso, basta ter consciência dos períodos de alta e baixa demanda de certos produtos para tentar comprá-los quando a procura estiver baixa.

Avalie o capital da empresa e, caso exista a possibilidade de negociar antecipadamente, faça! Assim, você pode conseguir condições especiais com os fabricantes, devido a sua antecipação.

Assim, a empresa consegue suprir seu estoque com os principais produtos para períodos de grande procura, comprando-os com preços inferiores, ampliando o lucro na hora da revenda.

Fique por dentro do mercado

Alguns segmentos, além de serem diretamente influenciados pela sazonalidade, possuem outros fatores que influenciam a demanda do público.

Por exemplo, lojistas que trabalham com roupas devem ficar atentos para, além da época de maior procura (por exemplo: moda praia costuma vender mais no verão), as tendências do próprio mercado.

É importante estar sempre atualizado pois, muitas vezes, você pode se deparar com ofertas quase irrecusáveis de fornecedores, com grandes descontos, mas em cima de peças que não possuem tanta procura por já estarem "fora de moda".

Seja analítico e realista

você já percebeu que seu empreendimento segue as leis da sazonalidade.

Agora, é hora de analisar como foram as movimentações em períodos anteriores.

O que foi mais vendido? O que influencia o consumo deste produto? Ano passado, você conseguiu atender a demanda sem deixar faltar produtos no estoque? Ou produtos ficaram estagnados nas prateleiras e você precisou queimar estoque em seguida?

É importante ter pensamento positivo para se preparar para futuras ações, mas sempre mantendo um olhar realista de todo o processo.

Analise os fatores que fazem com que certos produtos sejam mais requisitados em certas épocas do ano e planeje seus próximos passos.

O olhar analítico deve ser atrelado a um estudo da economia geral do país, para que você não compre mais do que for necessário para repor o estoque, assim como para que não faltem produtos nas prateleiras em épocas de grande procura.

 Antecipação de recebíveis

Controlando o seu estoque

Agora que você já aprendeu o que precisa para saber quais produtos precisa comprar e a quantidade de cada, é importante aprender sobre COMO CONTROLAR estes itens.

 

Controle o nível do seu estoque

É papel do gestor saber quais são os níveis máximos e mínimos de estoque de uma empresa. Isso permite que saibamos quantas mercadorias devem ser mantidas ao longo do ano, especialmente em épocas distintas de sazonalidade.

Garantindo o acompanhamento dos níveis de estoque, é possível saber quando é necessário comprar novos itens para repor.

Esse acompanhamento permite também que criemos ações para casos específicos, como o de algum produto que está próximo do nível máximo de estoque. Neste caso, ações promocionais são ideais para vendê-lo.

 

Faça um inventário de seus produtos

Um inventário de produtos é uma peça importantíssima para a gestão de seu estoque. Ele precisa existir e ser acompanhado durante todo o ano.

A cada temporada, você deve iniciar suas vendas com uma contagem sólida e precisa do seu estoque, cadastrando as informações de cada produto no seu sistema.

Esse momento de construção do inventário é essencial, pois, com o passar do tempo, o ritmo fica cada vez mais corrido e o inventário será uma peça chave para que você consiga controlar a entrada e saída de produtos durante a alta demanda.

 

Observe o fluxo e giro dos produtos

Em negócios sazonais, é necessário prestar ainda mais atenção ao giro dos produtos em estoque.

Produtos que ficam muito tempo parados em uma prateleira acabam tendo cada vez menos chance de serem vendidos, a medida que o tempo passa.

Por isso, é sempre bom ficar de olho nos produtos e fazer, talvez, promoções para queimar estoque e se livrar de produtos encalhados.

O gestor deve ficar atento à rotatividade dos produtos e, a partir de suas análises, repensar suas estratégias.

 conferencia de vendas

Viu como é possível garantir uma gestão de estoque em negócios sazonais?

Através de seu planejamento, você consegue evitar desperdícios e aproveitar momentos de maior venda para o seu empreendimento.

Basta começar a adotar certas medidas que são essenciais para a gestão de estoque sazonal fluir de forma segura e eficaz!

Esperamos que tenha gostado da leitura! 😊 

Aproveite para conhecer outras soluções que podem te ajudar a melhorar ainda mais a saúde financeira de sua empresa: Confere Aqui!