Como criar uma boa descrição de produto em sua loja virtual? 7 dicas!

Por Miriam Barros

Uma loja online precisa encontrar as melhores maneiras de expor seus produtos para conquistar o consumidor, e uma boa forma de atraí-los é investindo na descrição do produto.

Já sabemos que comprar pela internet traz muitos benefícios. 

Podemos citar a comodidade, que possibilita a compra de qualquer lugar e a busca do mesmo produto em várias lojas sem se locomover.

Entretanto, em meio a diversas vantagens, existe um desafio: o comprador não consegue ver detalhes do produto de perto ou, na maioria das vezes, experimentá-lo

Tais gargalos podem ser superados a partir de uma uma boa descrição do produto em todas as mídias que seu negócio está presente.

Não faltam oportunidades de impactar bem o visitante e o seu papel é trabalhar ao máximo essas estratégias.

Sendo assim, se você busca um guia de como melhorar estes detalhamentos para converter mais vendas, você está no lugar certo!

Neste artigo, te apresentamos os erros mais comuns em uma descrição de produto e como otimizar esse processo em sua loja virtual.

Vamos lá?

Loja online gratuita Confere Shop

Como funciona a descrição de um produto na web?

Quando acessamos a página de um produto, geralmente, há fotos, preço, e logo abaixo informações detalhadas sobre a mercadoria.

Dessa forma, você ajuda o consumidor a verificar, por exemplo: 

  • O tamanho de peças no caso de uma loja de roupas;
  • Detalhes técnicos de produtos;
  • Marcas;
  • Prazos de garantia e de entrega;
  • Cores, tamanho, peso;
  • Voltagem;
  • Custos de frete e avaliações de outros consumidores. 

Esses dados são de extrema importância, uma vez que consumidores os analisam para ter certeza de que o produto vai corresponder à sua demanda.

Isso também deixa o cliente mais confiante para finalizar a compra e não abandonar o carrinho. Ou seja: a descrição de cada produto é essencial para suas vendas.

Em um cenário competitivo, no qual o e-commerce apresenta números robustos de crescimento, é importante investir em estratégias para impactar os consumidores à primeira vista.

Para termos uma ideia, de janeiro a março deste ano, por exemplo, o comércio eletrônico teve um faturamento de R$ 25,2 bilhões em vendas, batendo recordes de expansão.

Já em 2020, o comércio digital tinha  crescido 43%.

Esses números mostram que mais consumidores estão dispostos a comprar pela internet enquanto mais lojas migram ou já nascem no ambiente digital. 

Assim, o público tem aumentado, mas também a concorrência. Por isso, para sua loja se destacar, diversas estratégias podem ser adotadas.

E tudo isso com foco na experiência do usuário

Quanto mais rápido seu site carregar, por exemplo, mais intuitivo estiver, maiores serão as chances de manter o visitante e levá-lo a completar o ciclo de compra.

A descrição do produto, por sua vez, faz parte deste hall de estratégias.

Quais são os maiores erros na descrição de um produto?

Pode até parecer algo pequeno ou um detalhe simples, mas a falta de descrição nos produtos pode prejudicar suas vendas.

Lembre-se que o processo de compra online é diferente da compra em uma loja física

No ambiente virtual, seu comprador é muito mais autônomo e precisa ter por perto o maior número de informações possíveis sobre os produtos para embasar sua decisão e finalizar a compra. 

Tenha em mente que seu cliente, a rigor, não poderá ver o produto presencialmente. 

Desse modo, os clientes têm somente a imagem e a descrição fornecida pelo vendedor para escolher comprar ou não o produto de seu site.

Um erro muito comum de quem está começando agora o seu e-commerce é não adicionar fotos e descrições originais nos seus itens. 

Sendo assim, as falhas mais comuns na hora de adicionar cada produto no catálogo são as seguintes:

  • Inserir informações mínimas e com pouco valor comparativo para os clientes;
  • Utilizar somente a descrição do fabricante;
  • Utilizar termos genéricos;
  • Mentir sobre o produto;
  • Deixar o campo de descrição em branco.

Como resultado, eles acabam procurando mais informações fora do seu site e até mesmo desistindo da compra. 

Outro ponto importante é não ter boas imagens dos produtos, não favorecendo, assim, os detalhes e que possibilitem zoom.

Nesse sentido, fique atento a esses erros comuns na descrição de cada produto para impulsionar as vendas da sua loja online.

Confere Shop loja online grátis

Como criar uma boa descrição de produto?

Mas quais são os pontos a serem levados em conta na descrição de um produto?

Conforme já reforçado, diferente de uma loja física, quando se compra por um e-commerce o apelo dos produtos não está na experimentação, mas nas informações que os detalham.

Portanto, para não perder a oportunidade de vender na internet, disponibilize todas as informações pertinentes à compra e ao produto.

Em seguida, daremos dicas sobre o que você precisa saber para criar uma boa descrição de produtos.

 

#1. Se baseia em perguntas-chave

Para algumas pessoas, o processo de escrita é um pouco moroso. Isso se dá pela falta de afinidade com a prática, entre muitos outros fatores.

Para quem não sabe por onde começar, separamos algumas perguntas chave que te ajudarão no processo de escrita da descrição de um produto:

  • O que é este produto?
  • Como o produto funciona?
  • Onde é possível utilizá-lo? 
  • Para quem é o produto?
  • Por que seu produto é útil para o cliente?

A partir dessas perguntas básicas, você já consegue estruturar a descrição do produto. Tente agregar valor à mercadoria e se esforce para que o texto fique fluído e de leitura agradável.

 

#2. Crie título e formatos atrativos

A leitura na web é rápida e muito visual. Por isso, seu texto de descrição precisa ser leve e combinado com elementos visuais que chamem atenção para o seu produto.

Nesse sentido, você pode utilizar listas com marcadores, ou dividir o texto em parágrafos, e até utilizar intertítulos chamativos.

Vale ressaltar que o conteúdo precisa ser pensado também para celulares. Sendo assim, o texto precisa se adaptar bem nos dispositivos móveis.

Sobre o título, nem o deixe muito grande e evite o excesso de adjetivos.

E isso porque as pessoas irão buscar no Google, por exemplo, “Chapéu infantil (marca) preto”, ou até mesmo “Chapéu preto (marca) para praia”.

Por sua vez, é incomum pesquisas como: chapéu incrível. Seja criativo, mas objetivo.

 

#3. Utilize palavras-chave

Como mencionado no tópico anterior, as buscas no Google são uma ótima maneira para pensar no título, assim como na meta descrição que faz parte dos elementos estruturais do seu site.

Além disso, é por elas que os clientes acharão os produtos no seu site e até nas pesquisas.

Neste sentido, a dica é: faça um planejamento. Existem diversas plataformas e ferramentas que mostram as palavras mais buscadas.

Podemos citar o Search Console, SEMRush, Keyword Planner, Ubersuggest, ou até mesmo pesquisando pelo Google.

Essa é uma estratégia para fazer com que seu conteúdo seja achado por pessoas, e, por isso, devemos pensar também no que gostariam.

Dentro deste tópico, é importante falar sobre as palavras genéricas. Os consumidores podem fazer pesquisas só com a palavra “tênis”, por exemplo, mas assim cairia uma chuva de conteúdos e eles provavelmente irão refinar essa busca. 

Sendo assim, a maioria das buscas já indicam marca, cor, tipo e finalidade.

Então, coloque nos títulos, e dentro da descrição, palavras-chave para conseguir destacar seu produto no meio da concorrência.

 

#4. Crie um storytelling

A descrição do produto pode definir o resultado da compra. E para que seu produto não seja abandonado no carrinho, é importante cativar as pessoas.

Uma boa maneira de aproximação é inserir aquele produto em um contexto. Mostre os recursos e benefícios em um storytelling.

Além de cativar o leitor, isso também agrega valor a descrição de cada produto. Por exemplo:

“O aquecedor (marca) não emite ruídos, sendo perfeito para pessoas que possuem sono leve.”

Vale lembrar que, geralmente, o consumidor já até possui conhecimento básico sobre as funcionalidades do produto.

Dessa forma, pense em inserir os benefícios, vantagens e recursos em contextos, de preferência direcionado para os públicos-alvo.

Busque despertar uma experiência sensorial, para a pessoa imaginar-se com o produto.

 

#5. Não economize nos detalhes

Como mencionamos, comprar pela internet é um desafio quando falamos de itens que podem ser provados em uma loja física, como roupas e sapatos.

Diferente de cosméticos e eletrônicos, uma peça de roupa e sapato possui tamanhos variados, deixando ainda mais difícil a escolha.

Assim sendo, detalhe as medidas do tamanho e o máximo de especificações técnicas no caso do varejo de moda.

Já no caso de sapatos, deixe a largura e comprimento para todos os tamanhos em centímetros.

Dessa forma, o cliente poderá comparar melhor as medidas do produto e saber se ele ficará bem e confortável. 

Outros pontos a serem levados em conta na descrição de um produto:

  • Detalhes técnicos de produtos;
  • Peso, tamanho, cor;
  • Matéria prima;
  • Local de fabricação;
  • Marcas;
  • Prazos de garantia e de entrega;
  • Custos de envio e avaliações de outros consumidores.

 

6. Invista em boas imagens 

Comumente, lojas virtuais usam fotos de banco de imagens para representar seus produtos. Apesar de muitas estarem em boa qualidade, elas não passam confiança.

Imagina entrar em diversas lojas e ver a mesma foto. Por isso, uma atenção especial deve ser dada às suas fotos do catálogo. 

Pense em como contextualizá-las e demonstrar os possíveis usos.

No caso de lojas de roupas, selecione modelos para cada tamanho das peças. Dessa forma, o consumidor pode se identificar e não se decepcionar comprando errado.

Inclua também opções de visualização dos produtos que permitam uma noção bem próxima do que será o produto em mãos.

 

#7. Seja original

Não subestime o poder da descrição na tomada de decisão de uma compra. E para não perder venda, tente ser original ao detalhar seu produto.

Uma descrição copiada de outros sites não passa credibilidade, e nem diz o porquê o cliente deveria comprar na sua loja virtual e não em outras.

Ser original significa também trazer a essência da loja, o tom de voz. Não se acanhe. Sua descrição pode ser divertida, vale de tudo para cativar o consumidor!

Além disso, fique perto dos seus clientes, entenda suas dúvidas, demandas, necessidades e atualize a descrição conforme sentir necessidade.

Assim, até evita um volume grande nos canais de atendimento ao cliente, pois a descrição já responde a possíveis dúvidas.

Conclusão

Como vimos, uma boa descrição de produto pode:

  • Aumentar as conversões de sua loja;
  • Aumentar a confiança do consumidor pela compra;
  • Diminuir o número de compras não finalizadas;
  • Diminuir demandas de atendimento ao cliente (isso porque ele não precisará perguntar sobre detalhes acerca do produto);
  • Melhorar o resultado de buscas orgânicas. 

Assim, estamos falando de um elemento crucial para sua loja!

Você pode também, inclusive, entregar ainda mais para o seu potencial cliente, dando sugestões de uso ou relacionando o produto a outros que fazem sentido em conjunto com o escolhido. 

Seja criativo, busque referências e não se esqueça: a descrição de produto é um ponto-chave na tomada de decisão de compras na sua loja virtual.

Nova call to action

Este texto foi escrito por João Barros.