Você conhece o entregador do delivery?

Por Miriam Barros

As ruas vazias do Brasil durante os tempos de isolamento social têm um movimento especialmente grande de uma categoria de trabalhadores: os entregadores dos aplicativos de delivery.

Eles estão ajudando a população a ter acesso a bens de farmácia, mercados e restaurantes e permitindo que estabelecimentos mantenham certa operação. 

As previsões dos especialistas apontam que, mesmo após o retorno à normalidade, o delivery manterá a sua força, de modo que é necessário se adequar para acomodar esses trabalhadores nos negócios.

Você, que vende pelo iFood, Rappi ou UberEats, sabe como seu produto chega no seu cliente?

Separamos informações sobre os entregadores e dicas de como você pode integrá-los no seu negócio

Demonstração Confere

Quem é o entregador?

Com o aumento do desemprego durante o coronavírus, a Rappi sozinha registrou um aumento de 300% no cadastro de novos entregadores. 

Esses trabalhadores não possuem vínculo de trabalho com os aplicativos e não recebem nem os meios para o delivery: alguns aplicativos inclusive cobram pela mochila de entrega.

Os aplicativos também não se responsabilizam por danos envolvendo as entregas. São comuns casos de fraudes em que supostos clientes emboscam o entregador para assaltos, por exemplo.

Dificilmente as pessoas lembram os riscos que essa profissão envolve: em tempo de pandemia, eles têm contato com diversos estabelecimentos e clientes.

Mesmo em tempos normais, só a prefeitura de São Paulo divulgou que em 2018 houve um aumento de 18% nas mortes de acidentes de moto, influenciado fortemente pelo aumento das entregas por aplicativo. 

Você como dono de um estabelecimento que usa esses serviços pode se aliar com esses entregadores que ajudam o seu negócio e aliviar algumas das suas dificuldades básicas:

Maquininhas Demo

Ofereça água

Você provavelmente tem um filtro de água utilizado pelos seus funcionários. Enquanto o entregador espera o pedido, ofereça água! Ele provavelmente está trabalhando há várias horas (os aplicativos oferecem incentivos para turnos de 12h) sem parar para se hidratar.

Se possível ofereça também algo para ele comer. Imagina transportar seus pratos deliciosos e nem experimentar?!

Disponibilize um lavatório

Todas as entidades de saúde frisam a importância de lavar as mãos para evitar a contaminação com o coronavírus. Para a saúde dos seus funcionários e do entregador, disponibilize uma pia em que ele possa lavar a mão entre uma entrega e outra!

Evite aglomerações

De que adianta o seu salão estar fechado para os clientes a fim de evitar a propagação do coronavírus mas estar abarrotado de entregadores? Adapte os espaços para que os motoqueiros possam manter uma distância segura enquanto esperam os pedidos. 

Compartilhe informações sobre sua região

Os motoqueiros são bastante vulneráveis a assaltos e provavelmente não conhecem em detalhes todas da região em que atuam.

Por isso, disponibilize informações sobre a sua região: quais ruas evitar no trajeto, em quais lugares ele deve ficar mais atento…

Com certeza você conhece melhor as redondezas do seu estabelecimento e tem informações que podem fazer a diferença.

Nova call to action