Utilize gatilhos mentais para vender mais

Por Miriam Barros

O fechamento de uma venda é um dos pontos mais importantes em um negócio. Quando o cliente fala sim e decide comprar aquilo que você oferece, quase tudo fica mais fácil.

Porém, há mais algumas questões que precisam ser vistas depois do tão esperado sim.

Quando falamos sobre tomada de decisões, estamos também falando sobre gatilhos mentais, os quais nos levam a optar por algo. E o tempo todo, tomamos algum tipo de decisão. 

Quem consegue estimular esses gatilhos como arma de persuasão e a geração de resultados, pode usá-los no marketing e, consequentemente, mais vendas. 

Por isso, hoje queremos explicar um pouco sobre a ligação do uso de gatilhos mentais para conseguir vender mais. 

Nova call to action

Decidindo comprar

Quando se analisa o cenário de vendas, a situação acontece a partir da missão do vendedor, de guiar o cliente em seu processo de tomada de decisão em relação à compra.

Isso ocorre para que ele tenha mais segurança e clareza nas opções.

E para tal atividade, é preciso ter capacidade de identificar as necessidades das pessoas e também, classificar como a empresa consegue colaborar para a resolução de problemas. 

Com os gatilhos mentais, é possível entrar no cérebro do cliente e fazê-lo decidir comprar.

Mas calma, não se trata de manipulação e te explicamos como.

Reciprocidade

Um dos pontos que fazem parte dos gatilhos mentais é a reciprocidade.

O inbound marketing e as vendas consultivas trabalham muito junto com isso.

A geração de valor ao cliente, consegue conquistar a atenção e também a confiança dele.

A partir disso é possível utilizar algumas formas de gatilhos para que as vendas de fato aconteçam.

A produção de material pode agregar bastante valor.

Sane as dúvidas dos clientes com conteúdos para blogs, newsletter, entre outros.

Se a sua empresa realiza a venda de placa de circuito impresso, por exemplo, aposte nos conteúdos informativos e explicativos para os potenciais clientes que você quer atingir.

Por ser um produto que nem todos conhecem as funcionalidades, invista nos bons textos.

A partir disso, é possível gerar um sentimento de gratidão no cliente, de modo que ele queira retribuir de alguma forma o que foi passado à ele, podendo acontecer então alguma venda.

Planilha Fluxo de Caixa

Aprimore as vendas

Muita gente ainda tem a velha ideia de que as vendas só acontecem quando o produto ou serviço é enfiado goela abaixo do cliente, porém, hoje em dia isso já não funciona mais.

A melhor forma é buscar responder as dúvidas dos clientes, ajudá-los com boas respostas, bons produtos, entre outros.

Pode ser que a venda não aconteça imediatamente, mas é muito provável que ocorra mais para frente. 

Imagine que uma estação de tratamento de água precisa realizar a venda dos seus serviços. O que ela pode fazer de melhor é conversar com as empresas que precisam dessa atividade, entender as reais necessidades e assim, mostrar o que tem para oferecer.

O que falam sobre

Um outro ponto que os gatilhos mentais levam em conta para uma tomada de decisão, gira em torno do que outras pessoas estão falando sobre algo.

Quando uma situação de incerteza sobre alguma coisa que está à venda se instala, outras informações e opiniões contam muito. E explorar isso, pode ser um dica interessante.

Os clientes que estão mais satisfeitos com as vendas, vão falar bem e possivelmente indicar para outros clientes. Escolha os melhores depoimentos e coloque-os no site.

Os cases de sucesso também podem ser um bom gatilho para gerar outras vendas.

Conte sobre as conquistas de seus clientes quando usaram o que você vende.

Esse é um bom momento para enviar para clientes que ainda encontram-se em dúvida.

Imagine que uma empresa faz a venda de baú refrigerado, o ideal é contar as histórias bem-sucedidas de clientes que tem o equipamento disponibilizado.

Outros clientes irão se inspirar e os resultados serão certeiros.

Gatilhos usados da forma certa

Como vimos, os gatilhos mentais são ótimos e podem ser usados para vender mais e então estimular o lado emocional das pessoas. Isso os ajuda a entender suas necessidades, o que de fato precisam comprar e como usar.

Aproveite os seus leads de uma forma melhor.

Esse artigo foi escrito por Fernanda Silva, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

Nova call to action