Como fazer a gestão de folha de pagamento durante o Coronavírus?

Por Miriam Barros

Manter os pagamentos em dia é fundamental para qualquer negócio. Assim como é importante receber pelas vendas de produtos e serviços, também importante fazer a folha de pagamento de forma transparente e pontual.

Aliás, com a crise proporcionada pelo novo coronavírus, a gestão de folha de pagamento é uma das maiores preocupações.

Além de ser um tema que inclui o assunto de continuidade da empresa, cortes de funcionários ou férias coletivas, por exemplo, também é vital para o employer branding.

Neste momento, departamentos de Recursos Humanos devem estar alinhados com a alta liderança. As estratégias que forem traçada para este momento também afetará não só os processos burocráticos de pagamento, mas como os colaboradores enxergam a empresa.

Sendo assim, é primordial que durante a pandemia, os colaboradores recebam seus salários corretamente e que possíveis problemas sejam notificados de antemão. Além disso, a empresa também deve avisar com antecedências sobre a política de férias que será implementada. Então, por onde começar? Continue para saber mais.

Fluxo de Caixa Contador

 

Índice

  • Esteja atualizado com as leis
    • Medida Provisória nº 936
    • Empréstimo de Crédito Emergencial
      • Quem pode fazer esse empréstimo?
      • Como serão feitos os pagamentos de contracheque?
      • Qual o valor máximo de salário que podem ser oferecidos?
      • Por quanto tempo dura essa medida?
  • Mais alternativas: como lidar com a folha de pagamento durante pandemia?
    • Flexibilização de férias
    • Licença remunerada
  • Invista em tecnologia para a gestão de pagamentos

Esteja atualizado com as leis

Governos e mercados de cooperação internacional estão na corrida para implementar medidas econômicas que ajudem as empresas. Novas leis são anunciadas recorrentemente e é papel da empresa conhecê-las para que saiba como atuar. Isso altera de forma específica a gestão de folha de pagamentos. Como?

É possível neste período adotar férias coletivas, férias individuais ou a venda de férias. Somado a isso também temos possibilidades de licenças remuneradas. Vamos falar sobre cada lei a seguir. Dessa maneira, a folha de pagamento pode ser alterada sobre benefícios, licenças, pagamento de férias e entre outros. 

Vejamos quais são as flexibilizações da lei trabalhista para este momento de pandemia.

Medida Provisória nº 936

Conhecida como Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, a MP Nº 936 prevê a redução de jornada e salários.

Como ela funciona? Segundo o texto, as empresas podem reduzir jornadas e salários em 20%, 50% e 70%. Isso deve ocorrer mediante acordo entre empregador e colaborador.

É um acordo individual, escrito, no qual também continua valendo o salário-hora daquele colaborador. 

Essa medida tem como objetivo desafogar os holerites das empresas e pode ter duração de até três meses. Com isso, existe a possibilidade da empresa se adequar melhor nesses tempos difíceis e fazer um ajuste no balanço de finanças. 

Entretanto, vale lembrar que este Programa Emergencial prevê o pagamento de no mínimo um salário mínimo para o colaborador afetado. 

New call-to-action

Empréstimo do Crédito Emergencial

Sabemos que nem sempre os empréstimos são uma opção viável para todos os negócios. Aliás, as dívidas costumam ser um dos principais problemas que as empresas brasileiras enfrentam. Porém, neste momento delicado de crise financeira, sustentar o negócio sem esse investimento pode ser quase impossível.

Por isso, vejamos como funciona o Crédito Emergencial aprovado pelo Governo. Para começar ele consiste em uma linha de crédito no valor de R$ 40 bilhões destinado especificamente para o pagamento de salários pelos próximos dois meses. Vamos entender isso melhor!

 

Quem pode fazer esse empréstimo?

A medida foi criada para pequenas e médias empresas com faturamento anual de R$ 360 mil e R$ 10 milhões. Somente as organizações que cumpram esse requisito pode aceder ao empréstimo.

 

Como serão feitos os pagamentos de contracheque?

Este é um ponto interessante. Segundo as regras deste tipo de crédito, o salário é pago diretamente aos colaboradores.

Ou seja, pode ser que a empresa até esteja paralisada durante este período de coronavírus, mas os salários dos funcionários se mantém em dia. Donos de empresa não se preocupam pelo pagamento de holerites e os colaboradores continuam com a sua renda.

 

Qual o valor máximo de salário que podem ser oferecidos?

É provável que nem todos os colaboradores da empresa possam receber o valor integral dos seus vencimentos. Sendo assim, o crédito permite o pagamento de até dois salários mínimos.

 

Por quanto tempo dura essa medida?
O crédito emergencial tem duração de dois meses. Esse é o período em que empresa e colaboradores têm para se beneficiar da medida.

Mais alternativas: como lidar com a folha de pagamento durante pandemia?

O setor de RH, finanças, estratégias e líderes precisam de alinhamento neste momento. É preciso colocar bem-estar dos colaboradores em primeiro lugar, assim como analisar estratégias interessantes para o negócio.

Dessa forma, analisar primeiro o fluxo de trabalho no processo de pagamentos de salários. Existe algum ponto crítico? Então, ele merece ser resolvido agora. As obrigações fiscais também merecem atenção!

Confira outras formas de lidar com os contracheques agora.

 

Flexibilização de férias

É essencial que o RH saiba quais são as opções segundo as leis trabalhistas para a política de férias. Verificar todo o quadro de funcionários e identificar aqueles que já podem tirar férias, sejam coletivas ou individuais. Também é preciso ver venda de férias, ajustar férias pagas e não pagas. 

 

Licença remunerada

As empresas também podem investigar se a licença remunerada é uma boa escolha. Pode ser também um opção viável para aqueles funcionários que precisam cuidar de parentes ou dependentes neste momento de distanciamento social. 

Planilhas

Invista em tecnologia para a gestão de pagamentos

Lidar com os pagamentos de holerites nunca foi tarefa fácil. Por isso, contar com ferramentas que possam automatizar a folha de pagamento é essencial. Você garante que todo o processo é digital, documentos ficam seguros na nuvem e não se perdem.

Além disso, gestores têm acesso a qualquer momento em contratos dos trabalhadores e contracheques.

A Factorial é um software de Recursos Humanos que faz isso e muito mais. Com esse sistema de RH, é possível administrar variações nos salários, adicionar ou retirar benefícios, e enviar automaticamente todo mês as folhas de pagamento.

Também é possível fazer o download do resumo de holerite dos funcionários! Por último, a gestão de pagamentos da Factorial também permite criar relatórios personalizados da folha de pagamento. Assim, você tem um RH mais estratégico e funcional.

Com a ferramenta você também pode gerenciar o relógio de ponto online para colaboradores em home office, o que pode afetar a folha de pagamento. Conferir horas trabalhadas e atualizar comunicados para a equipe! Uma ótima forma de manter os processos com ajuda da tecnologia. 

New call-to-action

Este post foi feito pela Factorial HR, um Software de RH completo: relógio de ponto online, gestão de ausências, pagamentos, documentos, recrutamento e seleção; gestão de turnos, avaliação de desempenho, onboarding/offboarding e muito mais. Tudo para gerenciar os processos de RH!