O que é giro de estoque? Aprenda a gerenciá-lo

Por Miriam Barros

O giro de estoque é um importante instrumento para auxiliar no gerenciamento das mercadorias de acordo com a quantidade e frequência das vendas. Esse controle favorece a redução de custos e aumento do lucro da empresa.

O estoque é um setor que merece atenção. Afinal, uma boa gestão das mercadorias está diretamente relacionada com as demais operações da empresa, inclusive o financeiro.

Um controle de estoque eficiente envolve o equilíbrio entre entrada e saída de materiais, resultando em um maior giro de estoque.

Quanto mais tempo o produto permanece em estoque, maior também o tempo que o dinheiro permanece parado, maior a possibilidade de depreciação, além dos custos com armazenagem.

Por isso, preste mais atenção no giro de estoque da sua empresa. Aprenda como mobilizar os dados e calcular de forma ágil e eficiente o fluxo de entrada e saída de produtos.

Fluxo de Caixa Confere

O que é giro de estoque

O giro de estoque é um parâmetro utilizado para verificar o desempenho de um estoque na empresa, determinando quantas vezes ele “girou”, ou seja, quantas vezes foi vendido e reposto em determinado período. 

Esse indicador não leva em consideração o tipo de mercadoria do estoque ou qualquer outra característica, apenas o volume de vendas e o volume médio de itens.

Assim, o giro de estoque pode ser utilizado em qualquer tipo de estoque e em qualquer período de tempo para avaliar o ritmo de vendas e a saúde financeira do negócio.

O cálculo do giro de estoque auxilia o gestor a identificar não só quantas vezes por ano que ocorre o giro de mercadorias, mas também o tempo médio que os itens ficam parados. 

Com isso, poderá criar estratégias específicas para diminuir o tempo entre a compra da matéria-prima, armazenamento e a entrega do produto ao cliente.

Um grande período entre a aquisição de estoques e o giro é um dos principais responsáveis pelos problemas de caixa.

Outra vantagem de saber o tempo de giro do estoque é a possibilidade de trabalhar junto aos fornecedores criando um plano de reposição ágil, evitando que fique sem mercadoria ou que elas permaneçam muito tempo paradas.

Como calcular o giro de estoque?

O cálculo do giro de estoque também envolve o controle de venda, afinal a quantidade de mercadoria e o volume médio armazenado dentro de determinado período de tempo, é a base para esta equação.

O cálculo em si é simples. Basta ter em mãos os dados de estoque e vendas. Caso a empresa já utiliza um software de gestão, essas informações são rapidamente levantadas.

Se ainda não possui um sistema automatizado, a movimentação de estoque deve ser controlada por meio de uma planilha. Este inventário permitirá saber exatamente quais itens tem no estoque e suas quantidades.

O giro de estoques é calculado pela fórmula:


Giro de estoque = Vendas no período/Estoque médio no período

 

Por exemplo, suponha que determinada empresa tenha registrado dentro de um ano a venda de 1.000 produtos e que o estoque médio, aquele volume que fica permanente dentro do inventário, é de aproximadamente 200 produtos.

 

Então, o cálculo ficaria:

Giro de Estoque = 1.000/200 = 5

Isso significa que dentro do período analisado (1 ano), o estoque da empresa se renova ao menos 5 vezes. 

Com base nesse resultado, o setor de compras já pode se programar para as compras e melhores datas ou períodos para isso.

Vantagens do alto giro de estoque

Um giro de estoque alto é desejado pela maioria das empresas, pois significa que as vendas estão indo bem e que o dinheiro das mercadorias não fica parado, gerando lucro para a empresa.

Entre as vantagens do alto giro do estoque, estão:

- Menores riscos de depreciação

- Produtos sempre novos (interessante para quem lida com produtos com prazo de validade ou por novos lançamentos que chegam ao mercado)

- Menor risco de extravio

- Não requer muito espaço para armazenamento

- Menor custo de armazenamento

- Otimização dos recursos da empresa

- Menos riscos de perdas, seja por incêndios, roubos ou outros

- Redução de custos.

 

Mas atenção, uma boa gestão de estoque envolve o equilíbrio entre entradas e saídas. Por isso, evite trabalhar com estoques grandes para evitar custos desnecessários e dinheiro parado, mas também não trabalhe com um estoque muito limitado no qual corre o risco de perder uma venda por falta de produto. 

Como gerenciar melhor o estoque

Você viu que o estoque é um setor importante na empresa, que possibilita a efetivação da venda e geração de caixa para empresa, bem como redução dos custos.

Por isso, contar com um controle de estoque eficiente é fundamental para a empresa que quer crescer.

Muitas empresas ainda utilizam planilhas para o controle de estoque, mas esse método pode ser falho. Não deixe uma área tão importante a mercê de erros e inconsistências.

Cada vez mais as empresas de todos os tamanhos estão adotando a automação de tarefas. Assim, se reduz muito o trabalho manual além de otimizar os processos e proporcionar um melhor controle.

Os sistemas de gestão empresarial são verdadeiros facilitadores e auxiliadores para buscar o equilíbrio na movimentação de mercadorias e cálculo do giro de estoque.

Controle facilmente todas as entradas e saídas da sua empresa, as compras com os fornecedores, emita NF, gerencie o financeiro, tenha acesso a todos os dados da empresa, emita relatórios que auxiliam na tomada de decisões, tudo em um só lugar, sem complicação.

Conheça os melhores softwares de gestão empresarial e escolha o que melhor atende as necessidades da sua empresa.

Demonstração Confere