Lucro x Faturamento: Entenda a diferença!

Por Miriam Barros

O faturamento é o valor total gerado pela venda de bens ou serviços. Já o lucro, que normalmente é chamado de lucro líquido ou resultado final, é o valor do faturamento que permanece após a contabilização de todas as despesas, dívidas e custos operacionais.

Seja você um gestor de uma loja de roupas ou de uma empresa de insumos para cerveja, é fundamental saber tal diferença. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

New call-to-action

Principais pontos a serem destacados

  • O faturamento, também conhecido como "vendas", não deduz quaisquer custos ou despesas associadas à operação do negócio;
  • Embora o faturamento e o lucro se refiram ao dinheiro que uma empresa ganha, é possível que ela gere receita, mas tenha um prejuízo líquido.

Faturamento

Este termo costuma estar no topo da demonstração de resultados. O número do faturamento é a somatória que uma empresa gera antes que quaisquer despesas sejam subtraídas.

Por exemplo, o dinheiro que uma marca de elevador de carga ganha com a venda de seus produtos, antes de contabilizar a mão de obra, os gastos com materiais etc., é chamada de faturamento. 

Lucro

O lucro tem esta terminologia quando aparece na demonstração do resultado.

Mas a maioria das pessoas, geralmente, conhece isso como resultado final.

Existem variações desta demonstração, que são utilizadas para analisar o desempenho da marca.

Mas existem outras margens de lucro. Por exemplo, o termo lucro pode surgir no contexto do lucro bruto e do lucro operacional.

Estas são as etapas que a separam do caminho para o lucro líquido.

O lucro bruto é a receita menos o custo dos produtos vendidos.

Esse valor inclui o custo dos materiais usados ​​na criação dos produtos da empresa e os custos de mão de obra direta para produzi-los.

O lucro operacional é o lucro bruto menos todas as outras despesas fixas e variáveis ​​associadas à operação do negócio, como aluguel, serviços públicos e folha de pagamento.

Assim como uma usinagem de precisão, a matemática aqui não pode ter erros.

Um pouco mais sobre o tema

O faturamento acumulado é igual à receita não realizada. A receita acumulada é a receita obtida por uma empresa pela entrega de bens ou serviços que ainda não foram pagos pelo cliente.

Aqui está um exemplo hipotético para demonstrar a receita acumulada.

Digamos que uma empresa venda chaveiros por R$ 5 cada. Para determinados clientes ela fatura as compras para 30 dias.

Então, como resultado, a receita será considerada receita acumulada até que a empresa receba o pagamento dos mesmos.

Receitas não adquiridas representam dinheiro pré-pago por um cliente por bens ou serviços que não foram entregues.

Se uma empresa exigir o pagamento antecipado de seus bens, ela reconhecerá a receita como não obtida e não reconhecerá a receita em sua demonstração do resultado até o período para o qual os bens ou serviços foram entregues.

Ficou mais fácil de entender este trâmite? Gostou deste conteúdo? Então, não se esqueça de compartilhar a publicação com seus amigos e familiares!

Nova call to action

Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.