Manutenção Industrial: esteja preparado e atualizado

Por Miriam Barros

Até quem não entende nada sobre gestão sabe que para um negócio crescer, é preciso planejamento, não é?

Porém todo planejamento é elaborado a partir de estratégias, certo? É aí que entra a importância da manutenção. 

Um dos principais aspectos que influenciam no crescimento de uma empresa, as estratégias de produtividade e manutenção.

Esse é o momento de enxergar essas medidas com relevância para evitar possíveis problemas. 

Mas, muitas vezes, a manutenção industrial é subestimada pelos gestores, sendo vista como um gasto desnecessário e não um investimento. 

Certamente você já ouviu as pessoas dizerem ‘’é melhor prevenir do que remediar’’. É justamente sobre isso que vamos tratar. 

Você consegue imaginar o papel da manutenção? Não? É bem simples: prevenir que problemas evitáveis se tornem uma dor de cabeça futura. 

A manutenção está diretamente ligada ao alcance do crescimento para a indústria. Aliás, se você analisar o cenário atual, o mercado está cada dia mais competitivo e buscando empresas que se destaquem. 

Sendo assim, se você busca garantir bons resultados para sua equipe e organização, fique atento.

É importante que a prevenção seja vista como parte fundamental da produção.

Afinal, a criação de um produto de qualidade e a capacidade produtiva estão diretamente ligadas ao funcionamento do maquinário. 

Demonstração Confere

Importância da manutenção industrial 

Quando você pensa em qualidade, o que vem a cabeça?

Certamente o processo produtivo, não é mesmo?

Contudo, é cada vez mais fundamental que os gestores entendam que a manutenção industrial está diretamente ligada a resultados a isso, graças à funcionalidade e confiabilidade das máquinas. 

Resumidamente, podemos dizer que a manutenção industrial tem como objetivo assegurar que a fábrica e os equipamentos, estejam funcionando a todo vapor, para que a produção seja mais eficiente, com produtos de mais qualidade e de menor custo. 

Imagine a seguinte realidade: você trabalha com aluguel de compressor.

Porém, o fabricante do equipamento não realizava a manutenção de forma correta e entregou o equipamento com alguns danos imperceptíveis antes de utilizar. 

Ao alugar o compressor para o cliente, ele identifica os erros e dispensa o seu serviço.

Percebe o dano financeiro e material que você terá? Por isso, a manutenção deve assegurar a fabricação adequada e eficaz. 

A manutenção industrial atua para evitar a degradação dos equipamentos e instalações, que normalmente são causadas pelo desgaste natural ou pelo uso inadequado.

Esse dano acontece por diversas formas, desde a má aparência até a perda de desempenho, que pode ocasionar na diminuição da produção. 

Por isso, pensar na manutenção industrial não só como um gasto, mas como um investimento é primordial para a sua estratégia.

Com isso, a indústria consegue aumentar a produtividade e, ainda, proporcionar a satisfação dos clientes. 

E não existe apenas um tipo de manutenção industrial, viu? Cada uma se adequa a área de atuação da empresa. Ficou curioso? Continue lendo esse post!

Planilha Fluxo de Caixa

Tipos da manutenção industrial 

Se você quer mesmo garantir bons resultados, é necessário conhecer os tipos de manutenção industrial para aumentar o número de vendas e, consequentemente, da lucratividade. 

Não há nenhuma fórmula mágica para isso. Basta entender a importância vital da manutenção e o que você pode fazer com ela. Vamos lá?!

 

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva é ideal para equipamentos que perderam a capacidade produtiva de maneira inesperada.

Ela tem como objetivo recuperar o funcionamento inicial da máquina.

Assim, ela pode ser aplicada logo após o equipamento ser danificado ou quando já apresenta problemas de funcionamento. 

Porém, como você já deve saber, não é correto deixar chegar a esse ponto.

Esse dano pode acarretar em gastos altos para o conserto, diminuir a qualidade do produto, causar problemas de saúde e, ainda, afetar o bem-estar da equipe.

 

Manutenção preventiva 

Esse tipo de manutenção atua de forma rotineira e deve ser planejada para não prejudicar a produção.

Geralmente, ela trata de práticas que focam em prevenir o mau funcionamento do equipamento, como troca de peças, limpeza, entre outras.

A prevenção reduz o risco de acidentes que podem afetar o colaborador e o meio ambiente, já que busca a maior produção, evita que a máquina afete a qualidade do produto e  desperdício dos recursos utilizados. 

Um exemplo de manutenção preventiva é a revisão das placas de sinalização encontradas nos estabelecimentos ou no trânsito.

Nesse exemplo, os gestores ou órgãos responsáveis devem incluir um cronograma de manutenção que leve em conta identificar possíveis danos na sinalização do local. 

 

Manutenção preditiva 

A manutenção preditiva é focada na análise de dados. Essa manutenção só é feita quando a análise aponta alguma necessidade de alteração.

Em contrapartida, o acompanhamento dessas informações precisa ser constante para que você saiba o momento exato de agir. 

 

Manutenção produtiva total

Na verdade, se trata de uma filosofia administrativa que surgiu a partir do Sistema Toyota de Produção, que tem como objetivo fazer parte da cultura das indústrias, ser respeitada e abraçada por toda a equipe.

Ela é responsável por aprimorar aspectos organizacionais, comportamentos e soluções de problemas.

A manutenção produtiva total, acredita que os colaboradores são a maior matéria-prima de qualquer indústria.

Ela busca garantir o desempenho e satisfação dos profissionais do processo produtivo. 

Para atingir a satisfação, ela propõe que você tenha uma equipe bem orientada, treinada e motivada para realizar manutenções menores e que elas sejam feitas de forma planejada.

Além disso, ela visa uma estratégia de bom funcionamento do processo produtivo. Veja quais são os conceitos que seguem a proposta dessa manutenção:

  • Eficiência total dos equipamentos;
  • Manutenção autônoma;
  • Uso de cronograma;
  • Treinamento da equipe;
  • Gerenciamento de todos os equipamentos. 

Ranking maquininhas Confere

 

Fundamentos da manutenção produtiva total:

  • TEC (Total Equipment Care);
  • Aprimoramento dos equipamentos;
  • Manutenção planejada;
  • Treinamento e orientação;
  • Saúde, segurança e sustentabilidade;
  • Manutenção de qualidade;
  • Gerenciamento preventivo. 

Basicamente, essa manutenção tem como objetivo alcançar a ‘’falha zero’’, buscando sempre evitar que as máquinas tenham qualquer tipo de problema enquanto são utilizadas.

Bom, agora que você já conhece os tipos de manutenção industrial, o que está esperando?

Mãos na massa!

Gerir uma indústria não é tão fácil quanto parece, não é mesmo? Por isso, avalie os fatores que devem ser levados em conta, desde a aquisição da matéria-prima até a finalização do produto. 

É justamente por isso que o robô industrial é tão utilizado nas atividades industriais.

O software auxilia em atividades que necessitam de esforços repetitivos, precisos, rápidos e de força. 

Além disso, eles são reprogramáveis e multifuncionais.

É uma solução incrível para quem quer otimizar as atividades cotidianas e evitar custos com manutenção. 

E você, o que tem feito para garantir o funcionamento das suas máquinas? Utiliza a tecnologia a seu favor? Conta pra gente!

Planilha Controle de cartões

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.