O que você precisa saber antes de precificar os seus produtos

Por Miriam Barros

É fato que qualquer negócio de vendas, independente dos produtos, seja purgador de vapor, ou outros equipamentos industriais, se preocupa com a precificação de produtos. 

Embora muitos imaginam que é apenas uma tarefa que estipula preço do concorrente para ganhar a venda com preços baixos, não é tão simples assim.

Afinal, é um desafio, visto que é necessário chegar ao preço ideal em relação à percepção de valor pelos clientes, considerar custos, margem de lucro, entre diversos outros fatores. 

Pensando nisso, preparamos este conteúdo sobre o que é e o que é preciso considerar antes de precificar os itens do seu negócio. Se ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto, continue lendo e fique por dentro de tudo!

Nova call to action

O que é precificação de produtos?

A precificação de produtos nada mais é que uma escolha estratégica, ou seja, é caracterizado por um processo que envolve a economia, marketing e administração.

Uma empresa de estruturas metálicas, por exemplo, deve realizar a precificação de produtos com o intuito de proporcionar a lucratividade da organização. 

É importante ressaltar que em alguns momentos é possível definir preços de modo aleatório, não considerando todos os aspectos necessários.

Neste contexto, antes de comercializar qualquer produto no mercado, é imprescindível pensar na precificação, haja vista que é uma prática que relaciona diretamente com o comportamento de compra do consumidor

Um comportamento de cliente é caracterizado em questões psicológicas, culturais, pessoais e assim por diante. Continue lendo e entenda o que considerar para precificar itens.

Objetivos da precificação

A prática tem diferentes objetivos além de atrair os clientes. São eles:

  • Satisfazer o consumidor: um preço que se que adapta ao bolso do cliente;
  • Atingir o público-alvo: o preço influencia no tipo de consumidor a organização atinge;
  • Enfrentar a concorrência: os preços possibilitam compreender até onde pode ir para se manter competitivo no mercado;
  • Conceder descontos: margem mínima aceitável evita prejuízos na venda;
  • Melhorar resultados: preço de venda adequado gera lucro;
  • Pagar obrigações: precificar corretamente garante recursos em caixa para pagamento de obrigações organizacionais. 

O que considerar para precificar os produtos?

Se você ainda não sabe o que é preciso para precificar os seus produtos para direcionar as vendas, é necessário considerar alguns fatos.

É importante entender que independente do produto ser elevadores residenciais, por exemplo, deve-se analisar e considerar as características de cada item ou serviço a ser vendido.

E se estiver se perguntando o porquê isso é necessário, lembre-se que no mercado ocorrem alterações de preço.

Por isso, é indispensável compreender o que é levado em consideração para não cometer erros na hora de precificar. 

Sendo assim, a alteração no preço ocorre através das demandas elásticas, ou seja, demanda por bens que obtém maior índice de alteração no preço e que existe queda nas quantidades de vendas, logo, a elevação da demanda não influencia na redução de preço. 

Dito isto, os elásticos são difíceis de ser recusados pelos consumidores, considerados os itens essenciais. 

Portanto, precificar produtos é realizado para que cubra todos os custos e despesas da organização. Dessa maneira, o preço ideal deve ser competitivo para captar mais clientes e superar a concorrência no mercado.

Gostou do nosso post sobre precificar produtos? Então, não deixe de compartilhar com os seus colegas! E se estiver precisando de uma planilha de precificação, nós temos!

New call-to-action

Esse artigo foi escrito por Thais Teixeira, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.